Bolsonaro tem que se preocupar mais com Marina

Em todas as recentes pesquisas de opinião em que o nome de Lula é retirado é a ex-senadora que vence todos os atuais pré-candidatos

Por Wesslley Sales
02/10/2017, às 19:42 - Atualizado em 02/10/2017, às 19:51

Jair Bolsonaro (PSC) tem uma importante missão pela frente se quiser chegar ao Palácio do Planalto. Preocupar-se menos com Lula e tomar cuidado com Marina Silva (REDE). É que em todas as recentes pesquisas de opinião em que o nome do ex-presidente é retirado é a ex-senadora que vence no confronto direto com todos os atuais pré-candidatos.

Na mais recente pesquisa realizada pelo DATAFOLHA, Lula (36%) venceria em todos os cenários, mas Bolsonaro (16%), sempre em segundo, levaria a disputa para o segundo turno. Neste caso, mais pela divisão de votos do que por méritos próprios do socialista cristão, uma vez que Marina Silva abocanha 14% da preferência do eleitorado.

Deputado Federal Jair Bolsonaro (PSC)

A preocupação com Marina Silva se dá em função da troca de competidores, onde ela oscila dentro de uma margem de erro que a deixa confortável e competitiva. No confronto direto com Jair Bolsonaro em um virtual segundo turno ela venceria com 47% contra 29%. Também no quesito rejeição a representante do REDE se mostra melhor com 26% enquanto o candidato do PSC chega a 33%.

O Partido dos Trabalhadores já começa a se preocupar com a impossibilidade de Lula não concorrer em 2018 e busca viabilizar o nome de Fernando Haddad. Mas, esta será uma tarefa complicada. Envolvido em escândalos de corrupção será difícil o ex-presidente transferir votos como fez com Dilma Rousseff. O ex-prefeito de São Paulo é rejeitado por 29% dos pesquisados e não passa da casa de um dígito em aprovação.

nossas redes sociais