Dilma lidera corrida para o Senado em Minas Gerais

O curioso é que a ex-presidente lidera no Estado do seu principal rival nas últimas eleições e de Janot autor de denúncia contra ela

Por Tarcio Cruz
14/10/2017, às 01:24

A ex-presidente da República Dilma Rousseff é a principal candidata para o Senado no estado de Minas Gerais. Dilma aparece com 16,9% das intenções de votos, à frente de Rodrigo Janot com 15,2% e Aécio Neves 13,7%. É o que revela pesquisa realizada pelo instituto curitibano Paraná Pesquisas e divulgado no último dia dez de outubro. No próximo pleito, assim como o Piauí, Minas Gerais elegerá dois candidatos ao senado e, de acordo com a pesquisa, Dilma e Rodrigo Janot seriam os senadores eleitos. A pesquisa foi realizada entre os dias 30 de setembro e 5 de outubro com 1.507 eleitores de 70 municípios do Estado. A margem de erro é de 2,5% — e no caso da intenção de voto para senador, cada entrevistado poderia escolher dois candidatos.

Ex´presidente Dilma Rousseff

O filho de José Alencar, ex-vice-presidente da República no governo Lula, Josué Alencar (PMDB), aparece em terceiro com 15,1% das intenções. Josué possui ampla atuação na região norte do estado de Minas Gerais, região onde o falecido pai tinha suas maiores empresas do setor têxtil. O ex-prefeito de Belo Horizonte Márcio Lacerda também decepcionou na pesquisa e figurou apenas em sexto lugar.

Uma ala conservadora do PT mineiro defende a ferro e fogo a candidatura de Dilma Rousseff e vale lembrar que a “ex-presidente” está elegível no próximo ano. Dilma não perdeu seus direitos políticos apesar de ter sofrido o processo de Impeachment. O fato curioso no cenário mineiro é a situação embaraçosa de Dilma ter sido denunciada justamente pelo segundo colocado nas pesquisas Rodrigo Janot, o ex- Procurador-Geral da República que ainda não tem partido e não se manifestou sobre uma possível candidatura. 

nossas redes sociais