Disputa entre vereadores de Timon é um tapa na cara do povo

Enquanto isso a cidade que tem o 7º maior PIB do Maranhão e seus quase 168 mil habitantes parecem não ser vistos pelos vereadores, pelo menos não enquanto chegar a próxima eleição

Por Wesslley Sales
30/12/2018, às 14:50

A disputa entre oposição e aliados da prefeitura de Timon-MA na Câmara Municipal está beirando a irresponsabilidade. Desde o início do ano tudo é polemizado e matérias importantes deixam de ser apreciadas. Nesta queda de braço quem termina perdendo, como sempre, é a população.

Para se ter uma ideia a Câmara sequer votou o Orçamento par 2019, fato inédito nos 128 anos de vida de Timon. Outro ponto importante foi o Refis, que garantiria parcelamento de dívidas, inclusive multas de trânsito, barradas pela falta de quórum. 500 casas deixaram de ser construídas porque a vereança fez mais politicagem que cumprir seu papel.

Como a oposição tem maioria na Casa (11 contra 10 da base) o presidente da Câmara, vereador Uilma Resende (PDT), aliado do prefeito, afirma que tudo é para engessar sua administração e a própria prefeitura. Desde o início do ano sequer é possível eleger a nova mesa diretora que, agora deve ficar com Socorro Waquim, por ser a mais velha. A monobra tem um objetivo, tentar a cassação do prefeito Luciano Leitoa.

A Câmara Municipal chegou a devolver este ano quase meio milhão de reais para a Prefeitura de Timon. Para os vereadores, o Presidente não os ressarciu e por isso a “economia”. Já Uilma Resende afirma que age de acordo com recomendação do Ministério Público. Para se ter uma ideia, tem parlamentares que gastam R$ 5.500 apenas em combustível, rodando mais de mil litros por mês apenas em Timon, segundo ele.

Em uma Casa Legislativa tão dividida e disposta uma a quebrar o braço da outra o consenso parece longe de acabar. Enquanto isso a cidade que tem o 7º maior PIB do Maranhão e seus quase 168 mil habitantes parecem não ser vistos pelos vereadores, pelo menos não enquanto chegar a próxima eleição.

Câmara Municipal de Timon / Foto: Ademar Sousa

nossas redes sociais