Em meio a eleição, briga por gabinetes e confusão na ALEPI

Com sete novos gabinetes “disponíveis”, parlamentares da base governista lutam por instalações mais confortáveis

Por Tarcio Cruz
22/01/2019, às 16:01 - Atualizado em 23/01/2019, às 09:23

Se não bastasse todo o cenário instável pela disputa da presidência da Assembleia legislativa do Piauí, mais um problema tem tirado o sono do presidente da casa Themístocles Filho e dos funcionários da presidência, a ocupação dos gabinetes. Após um assessor da presidência literalmente “sair na porrada” com um dos seguranças da casa, quem batalha por espaço são os parlamentares que almejam salas maiores e mais bem localizadas.

Com sete novos gabinetes “disponíveis” com as saídas dos deputados que não se reelegeram, parlamentares da base governista lutam por instalações mais confortáveis. O primeiro a conseguir uma nova “casa” na Assembleia foi o líder do PROGRESSISTAS Júlio Arcoverde, que ocupará o gabinete que era do deputado Edson Ferreira. A nova sala é maior e tem saída para o estacionamento sem passar pela “temida” zona mista dos jornalistas. Os gabinetes da -deputada Juliana Moraes Souza e do deputado Luciano Nunes também são almejados por ficarem estrategicamente próximos da presidência.

Outra confusão se formou no gabinete do deputado Dr. Pessoa. Trabalhando na equipe de transição o parlamentar reluta em deixar as instalações da Assembleia, porém a deputada eleita Teresa Britto insiste em “despejar” Dr. Pessoa para iniciar a formação de seu gabinete. A promessa é que na próxima sexta Dr. Pessoa faça as malas e deixe o gabinete. O corre-corre no gabinete da presidência está grande.

Dr. Pessoa e Teresa Britto

nossas redes sociais