Esquenta briga pelas duas vagas do Piauí no Senado Federal

Ciro Nogueira, Marcelo Castro, Robert Rios, Regina Sousa, Wilson Martins, surgem como principais concorrentes no próximo ano

Por Tarcio Cruz
21/07/2017, às 01:24 - Atualizado em 21/07/2017, às 23:43

A corrida por uma cadeira no Senado Federal vai se acirrando cada vez mais e candidatos começam a demarcar suas posições. Ciro Nogueira, Marcelo Castro, Robert Rios, Regina Sousa, Wilson Martins, surgem como principais concorrentes para as duas cadeiras no próximo ano.

Ciro Nogueira sinaliza cada vez mais seu compromisso com a chapa de Wellington Dias. O auxílio pessoal na concessão do bilionário empréstimo ao Piauí dá mostras da real intenção do PP. Em entrevista à TV Cidade Verde o atual presidente do PP no estado, deputado Júlio Arcoverde, sentenciou. 

Senador Ciro Nogueira (PP-PI)

“O único acordo que tem nessa chapa é a candidatura do governador Wellington Dias e a do Ciro para senador”, disse Júlio. Político experiente e o mais influente parlamentar do Piauí em Brasília, Ciro certamente será o candidato da legenda ao Senado.

Já Marcelo Castro larga um pouco atrás na disputa. Primeiro o Deputado Federal precisa vencer a disputa interna no PMDB. De um Lado o presidente da Assembleia, Themístocles Filho, que deseja ser vice-governador de Wellington Dias, do outro estaria o próprio Marcelo Castro postulante a uma vaga majoritária na mesma chapa. Colocando ainda mais lenha nesta fogueira, está o ex-ministro João Henrique que busca uma candidatura a Governador e defende o PMDB na oposição.

Deputado Federal Marcelo Castro (PMDB-PI)

Já Robert Rios subiu o tom na Assembleia há tempos, cada vez mais contundente na oposição e se identificando cada vez menos com qualquer outro papel que não seja o caminho contrário ao PT. O PDT pode ser o caminho de Robert? O partido que terá como candidato a presidente Ciro Gomes e comenta-se em bastidores que terá um candidato ao Senado no Piauí. Nesse caso, faria a composição da chapa com Flávio Nogueira Júnior, hoje Secretário de Turismo, como candidato a Deputado Federal? Por trás de toda esta articulação está Flávio Nogueira, político experiente e com bom trânsito em todas as vias políticas no Estado.

Deputado Estadual Robert Rios (PDT)

Presidente Estadual do PDT, Flávio Nogueira

A senadora Regina Sousa também é outra peça importante neste tabuleiro. A piauiense é uma das maiores bandeiras do PT no Estado. Identificada pela combatividade e pela luta em favor da ala mais conservadora do partido. Porém, Regina enfrenta a acirrada disputa pela segunda vaga na chapa e vê a cada dia suas possibilidades de candidatura minguarem. Pesa contra ela o fato sempre levantado pelos seus concorrentes, que chamam Regina de “política sem voto” uma vez que a piauiense de União sempre ocupou pastas administrativas nos governos petistas e só chegou ao Senado por ser suplente do então senador Wellington Dias.

Senadora Regina Sousa (PT-PI)

Encerrando o quadro aparece Wilson Martins. Escaldado pela dura derrota para Elmano Férrer, Wilson foi para a reciclagem, como ele mesmo disse e logo após a derrota para o “Véin trabalhador” foi fazer cursos para se aperfeiçoar. O tempo passou, Wilson perdeu visibilidade e capital político e também perdeu talvez o seu maior trunfo: o PSB. O Partido que sob a regência do falecido Eduardo Campos crescia satisfatoriamente, encolheu. Perde cada vez mais representação na Câmara e hoje Wilson brada aos quatro cantos críticas a Elmano, apesar de não admitir que o “Veín dançador”, como tem sido chamado, causou um dano que ele precisa recuperar no próximo ano.

Ex-governador Wilson Martins

nossas redes sociais