PESQUISA OPINAR: Entenda os números para governador

Uma leitura do comportamento dos quatro principais candidatos nas três últimas pesquisas realizadas

Por Douglas Cordeiro
19/09/2018, às 09:00 - Atualizado em 19/09/2018, às 03:35

A pesquisa divulgada pelo Instituto Opinar foi um balde de água fria nas pretensões da oposição de vê um cenário de segundo turno já consolidado neste levantamento. Nos bastidores, esperava-se que o governador Wellington Dias continuasse caindo e consolidasse uma tendência de queda.

O momento mais crítico do atual governador foi entre os dias 15 de agosto e 05 de setembro quando houve uma queda de 41,13% para 37,15%, ou seja, 4 pontos percentuais, acima da margem de erro. No mesmo período, Dr. Pessoa saiu de 11,65% para 13,59%, Luciano Nunes de 7,58% para 10,35% e Elmano Férrer aumentou de 3,05% para 3,97%.

Só que os números desta terça-feira revelaram que Wellington Dias não só parou de cair como começou a crescer saindo de 37,15% para 39,93%. Dois movimentos importantes e que aconteceram simultaneamente.

Os dois principais candidatos oposicionistas continuaram subindo. Dr. Pessoa cresceu 4,43%. Luciano Nunes 1,39%, bem menos do que os 2,77% registrados entre o final de agosto e início deste mês. Já Elmano Férrer não seguiu o mesmo caminho e caiu de 3,97% para 2,31%.

Neste cenário, com Wellington não só parando de cair mas aumentando seu percentual, Luciano crescendo menos e Elmano caindo, fica mais distante alcançar o objetivo de uma eleição em dois turnos. O pleito continua competitivo. Faltando 19 dias para eleição o bloco de candidatos da oposição precisa continuar subindo, rápido e o governador tem que voltar a cair novamente. Só assim existe a possibilidade do 2º turno, caso contrário, este cenário se mantendo, a fatura deve ser liquidada no dia 07 de outubro.

Os quatro protagonistas da eleição / Fotos: GP1

nossas redes sociais