PORTAL DOUGLASCORDEIRO.COM

Capitão Thanack: de ameaçado de morte a alvo político em Teresina

Contudo, vale a reflexão. O Capitão, que até o momento não mostra vontade de entrar na disputa eleitoral, se provocado, pode pegar gosto e abraçar essa possibilidade

Por EDITORIA DE POLÍTICA
05/11/2019, às 10:00 - Atualizado em 06/11/2019, às 18:21

“Esse Capitão Thanack ai, tá doido é pra morrer. Pipinar todim ele de faca e tirar o coração dele”. Esse é um trecho extraído de um áudio espalhado em grupos de Whatsapp. A pessoa, não identificada, ameaça um membro do Pelotão de Choque do Batalhão Rone, que tem atraído amor e ódio por combater poluição sonora provocada principalmente por paredões de som. Em média, são 10 apreensões por dia em apoio à Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente.

Com este trabalho em atenção à grande maioria da população que reclama do excesso de barulho, Thanack tem ganho simpatia por toda a cidade e apelos para ser candidato a vereador em Teresina. Talvez por isso também passou a ser alvo de uma pequena parte da mídia que, segundo bastidores, tem interesse político direto e busca tentar manchar o trabalho do militar.

Contudo, vale a reflexão. O Capitão, que até o momento não mostra vontade de entrar na disputa eleitoral, se provocado, pode pegar gosto e abraçar essa possibilidade. Até porque para quem enfrenta bandido na rua e nos presídios não há porque temer o choque na política, mesmo sendo uma área traiçoeira, recheada de fakes e cascas de bananas. Para um bom policial, missão dada é missão cumprida.

Capitão Thanack / Foto: Reprodução Facebook


PASSANDO A RÉGUA

FUMAÇA BRANCA, OU MELHOR, VERMELHA

O PT lançou nesta segunda-feira o deputado estadual Fábio Novo como pré-candidato do partido à prefeitura de Teresina. O parlamentar disse que o partido vai unido para a campanha e que todas as diferenças foram resolvidas. Será? É o que vamos ver com o tempo.

UM LORD

Na primeira entrevista como pré-candidato do PT, Fábio Novo evitou fazer críticas a gestão do prefeito Firmino Filho com quem mantém uma boa relação e já seu aliado de outros carnavais. Mas esse clima de civilidade deve mudar durante a campanha. Será que não?

A ESPERANÇA É A ÚLTIMA QUE MORRE

O governador Wellington Dias esteve presente no evento e insistiu na possibilidade de uma candidatura única das oposições. Mas quem seria o candidato? Fábio Novo? O petista estaria disposto a abrir mão da disputa para apoiar outro nome? Bom, primeiro vamos saber se é possível a candidatura única depois vemos o resto.

MAIS UM

O senador Ciro Nogueira continua filiando prefeitos e crescendo o PROGRESSISTAS no Piauí. O mais novo integrante é Kim do Caranguejo, prefeito de Luís Correia. Novas filiações estão programadas.

“O partido não tem tempo a perder, afinal 2022 está bem aí”, disse uma fonte a Coluna.

UM OLHO NO GATO E OUTRO NO PEIXE

Por falar em 2022, os analistas de plantão dizem que a tentativa do governador Wellington Dias de unificar a oposição contra Firmino Filho é uma estratégia também pensando em 2022. Mas o convite do senador Ciro Nogueira para Wellington ser candidato na chapa dele está feito.

ASSEMBLEIA EM FOCO

Alias, composição é o que não falta na política piauiense. Já falamos de PT, PSDB, PROGRESSISTAS, agora é a vez do MDB. Já se comenta que a próxima eleição para presidente da Assembleia Legislativa já está sendo articulada. Themístocles Filho iria para a reeleição com Júlio Arcoverde de vice. O deputado Nerinho seria o candidato da oposição com um nome do PT de vice, provavelmente o deputado Franze Silva.

É NISSO QUE DÁ

Muita gente vem estranhando a intensa movimentação dos políticos piauienses, considerada incomum, mesmo levando-se em conta que teremos eleição no próximo ano. Mas é isso mesmo, afinal o trabalho é dobrado já que 2022 chegou primeiro que 2020.


FOTO DO DIA

Deputado Fábio Novo já como pré-candidato à prefeito de Teresina


FALA, PEDRO

nossas redes sociais