PORTAL DOUGLASCORDEIRO.COM

Ciro Gomes sobre Wellington: "não elogio qualquer um"

O ex-ministro afirmou que não há milagres para enfrentar a crise econômica no país e fez elogios ao chefe do executivo piauiense

Por EDITORIA DE POLÍTICA
15/10/2017, às 21:36 - Atualizado em 15/10/2017, às 22:10

Poucos são os Estados brasileiros que conseguem manter o mínimo de tranquilidade financeira e folha de pagamento em dia por conta da crise econômica e política. O esforço do Governo do Piauí foi reconhecido pelo ex-ministro da Fazenda, Ciro Gomes (PDT). Ele afirmou que não há milagres para enfrentar a crise econômica no país e fez elogios à administração de Wellington Dias.

Ciro Gomes, que é pré-candidato à presidência da República, comentou a pesquisa Vox Populi que aponta quase 70% de aprovação do Governador em Teresina. Para ele, Wellington Dias é atualmente um dos melhores gestores.

“Eu não faço elogio para qualquer um. Wellington Dias é uma figura extraordinária. Pouco importa se tem aliança política ou se não tem aliança, minha opinião sobre ele é que é credenciado como um dos melhores governadores do país, resultante do seu trabalho”, afirmou durante entrevista.

Além do Piauí o pedetista citou como exemplo administrativo, o Amapá e Ceará. Ciro Gomes afirmou que são Estados com tradição de bons governos que tem enfrentado a crise econômica brasileira apesar de problemas como o deficit na previdência.

“E eu que sou de fora talvez perceba mais do que quem é daqui e está zangado com a segurança, mas não tem quem faça milagre. Que está aborrecido com o desemprego e tem toda razão. Mas, quem está vendo a grande pintura, como eu, não faço elogio para qualquer um. É preciso que o povo saiba que há diferença. Além da tradição administrativa esses Estados fizeram o ajuste das contas. No caso do Ceará, que é o melhor de todos, quando vimos a crise três anos atrás começamos a agir”, concluiu.

Wellington Dias e Ciro Gomes

GESSIVALDO E FRANK AGUIAR

O pastor Gessivaldo Isaías bem que gostaria de ter o cantor Frank Aguiar, o Cãozinho dos Teclados, para disputar eleição já em 2018 pelo PRB. O próprio governador Wellington Dias ajudaria neste diálogo. Caso não dê certo, o próprio Gessivaldo deve disputar a Câmara dos Deputados.

Frank Aguiar

OLHA A CLÁUSULA DE BARREIRA

Os partidos e lideranças ligadas às igrejas evangélicas querem usar todo o fervor da militância para não serem alvos da cláusula de barreira, medida aprovada na reforma política que pode extinguir legendas que não tiverem representatividade federal após eleições 2018. É a fé tentando fazer mais um milagre.

Partidos de olho na cláusula de barreira

ALVOROÇO NO NINHO TUCANO

O lançamento de Firmino Paulo para presidência do PSDB tem sido criticado por importantes lideranças. Não por restrições ao parlamentar, mas porque não teriam sido consultadas antes do anúncio. Isso significa que Firmino, o Filho, terá que mais uma vez mostrar toda sua habilidade para não causar alvoroço no ninho tucano.

Deputado Estadual Firmino Paulo (PSDB)

RÁPIDA E RASTEIRA

O Deputado Federal Heráclito Fortes (PSB-PI) foi duro ao criticar quem disse SIM ao fundo de R$1.7 bilhão para financiar as campanhas do próximo ano. A resposta foi rápida. Um dos parlamentares da bancada piauiense na Câmara afirmou que não é hipócrita como Heráclito e que ele critica o fundo por um motivo: tem em casa quem banque sua campanha.

Deputado Federal Heráclito Fortes (PSB-PI)

OS PRIMEIROS SERÃO OS GORDINHOS

Silas Freire (PODEMOS) garante que seu partido está na base aliada e que só deixa se o governador Wellington Dias o despachar. Em outras palavras, ele sugere que o caminhão está cheio (de partidos) e que o primeiro a ser empurrado para fora são os “gordinhos” e que depois é difícil voltar a subir no caminhão.

Deputado Federal Silas Freires (PODEMOS-PI)

PMN NA PAQUERA DA MAJOR

Mais um militar pode disputar uma vaga para a Câmara Federal. A Major Elizete Lima (coordenadora do PROERD no Piauí) está sendo paquerada pelo PMN para se filiar. As tratativas parecem estar avançadas e com o apoio de um parlamentar que tem demonstrado ser um estrategista, Evaldo Gomes.

Deputado Estadual Evaldo Gomes (PTC)

SINUCA DE BICO

O deputado estadual Dr. Pessoa se envolveu em uma grande polêmica durante a última semana na Assembleia. O parlamentar apresentou um requerimento solicitando uma nota de repúdio a Câmara Federal pela aprovação do Fundão partidário. O detalhe é que o presidente estadual do partido dele, o PSD, Deputado Federal Júlio César votou a favor do fundo.

Deputado Estadual Dr. Pessoa (PSD)

AS CRÍTICAS

O voto de repúdio não foi sequer votado pois a atitude de Dr Pessoa foi rejeitada pela unanimidade dos deputados presentes. Informalmente alguns deputados disseram que Pessoa estava jogando para a plateia. Segundo os contrários, o fundo de 1,7 bi é necessário e se o parlamentar não gostou basta ele abrir mão do seu valor.

Deputado Estadual Dr. Pessoa (PSD)

DUAS FACES DA MOEDA

A convenção estadual do PDT chamou a atenção por mostrar uma outra face do cenário político estadual. A combatividade e a galhardia na frente das câmeras e por trás dos microfones deu lugar a parcimônia e os tapinhas nas costas. Governo e oposição, xiitas e sunitas sentaram-se lado a lado. A atitude conciliadora evidenciou a capacidade elevada de articulação de Flávio Nogueira. Nos bastidores tiveram prefeitos anunciando a saída do PDT e deputado fazendo ultimato ao partido. Entretanto na seção esotérica da convenção tudo esteve “tinindo”.

Flávio Nogueira

BOLA DIVIDIDA

A briga para uma vaga no Senado pela chapa de situação ganhou um novo elemento na última semana. A evolução nas conversas de João Vicente com os partidos da base acendeu um sinal de alerta para o deputado Júlio César. A deputada Liziê anunciou que JVC confirmou a volta para o PTB, em Março. Porém, a parlamentar acha que a participação do PTB no governo poderia ser maior. 

Deputada Estadual Liziê Coelho (PTB)

nossas redes sociais