Nerinho, Paes Landim, João Vicente e o futuro do PTB no Piauí

Considerando que Nerinho é aliado do governador, o PTB sob nova direção, oposicionista, não pode gerar um problema no futuro?

Por EDITORIA DE POLÍTICA
10/01/2019, às 09:30 - Atualizado em 10/01/2019, às 13:58

A confusão está feita e faz tempo. Nerinho e Paes Landim não se entendem e isso já não é mais segredo para ninguém. Só que agora o impasse chegou ao limite e bateu à porta de João Vicente Claudino. Nerinho já disse que caso JVC não volte a comandar a sigla no Piauí ele vai procurar outra legenda.

Embora não assuma publicamente, Paes Landim, que ficou como segundo suplente, alimenta a esperança de assumir uma vaga na Câmara Federal. Até agora, certo mesmo, só Merlong Solano, na vaga de Fábio Abreu, que volta para a secretaria de Segurança Pública.

Nos bastidores, comenta-se que existe a possibilidade da deputada Rejane Dias ficar em Brasília. Há um pedido do Partido dos Trabalhadores para que as bancadas sejam reforçadas. Assim, o Piauí faria parte da oposição ao presidente Jair Bolsonaro com três parlamentares petistas.

Além disso, a volta de João Vicente ao comando do PTB não resolve todos os problemas de Nerinho. O ex-senador é oposição a Wellington Dias e teria dito a pessoas próximas, que caso volte à presidência do partido, vai trabalhar para fortalecer a agremiação que será, obviamente, uma força de oposição ao Palácio de Karnak.

Considerando que Nerinho é aliado do governador, o PTB sob nova direção, oposicionista, não pode gerar um problema no futuro? Como os dois deputados petebistas, Nerinho e Janaína, eleitos na base governista ficarão com a chegada de JVC? É o que vamos ver.

DE OLHO EM 2020

O PSD de Júlio César e Georgiano Neto está preparando um grande evento que será realizado em fevereiro. A festa é para a filiação de novos prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e lideranças. Aguardem as surpresas.

Deputado Júlio César / Foto: GP1

NOS CORREDORES DO PODER

O presidente do PSL no Piauí, o publicitário Fábio Sérvio, está em Brasília tratando de interesses do partido e é claro, cuidando das nomeações para os cargos federais no Estado. A primeira indicação é para a CODEVASF (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba).

Fábio Sérvio / Foto: GP1

MAIS UM MILITAR

O indicado é coronel da Aeronáutica, Fernando Bezerra. Ele serviu em vários estados, fez parta da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte), tem formação executiva pela Força Aérea Brasileira e MBA em políticas públicas. Ele é piauiense, mora atualmente em Brasília, está na reserva mas continua trabalhando na aeronáutica. Fábio Sérvio também está tratando de outros cargos. Ele levou nomes técnicos que foram sugeridos pelos próprios funcionários dos órgãos federais.

CODEVASF

É DIFÍCIL

Dudu garante que o PT não fará oposição irresponsável ao presidente da República. O vereador reconhece que Jair Bolsonaro foi eleito democraticamente e que o partido deve ser vigilante, cobrar do governo mas sem ódio. Falta combinar com a senadora Gleisi Hoffmann.

Vereador Dudu

PONTO FINAL

A reforma administrativa já está concluída. A nova estrutura do governo do Estado está na mesa de Wellington Dias. O governador está avaliando e segundo o secretário de Planejamento, Antônio Neto, a equipe aguarda a palavra final.

Secretário Antônio Neto / Foto: GP1

nossas redes sociais