PORTAL DOUGLASCORDEIRO.COM

O que significa o silêncio do PTB sobre as próximas eleições?

Essa falta de decisão e de comunicação, prejudica o partido na hora de sentar para negociar sua participação nas chapas majoritária e proporcional

Por EDITORIA DE POLÍTICA
01/06/2018, às 11:06 - Atualizado em 01/06/2018, às 02:06

Nem a desistência oficial de João Vicente Claudino foi suficiente para quebrar o silêncio do PTB. O que se tem até agora, que já tem um certo tempo, são declarações dos deputados Nerinho e Janaínna e do ex-deputado Zé Hamilton que estarão na base do governo.

Ninguém fala, comenta ou dá qualquer sinal além do que já foi dito sobre a permanência na base governista.

Recentemente, o Deputado Federal Paes Landim, de forma enigmática, disse que se o governo fosse como Wellington Dias, já teria declarado apoio a reeleição do governador. Falou ainda que vai consultar as bases e que o partido vai ouvir as suas lideranças sobre que caminho a sigla vai seguir nas próximas eleições.

Silêncio no PTB

Essa falta de decisão e de comunicação, certamente, prejudica o partido na hora de sentar para negociar sua participação nas chapas majoritária e proporcional. O fracionamento partidário, indiscutivelmente, enfraquece o PTB.

Com a possibilidade de candidatura de João Vicente ao governo do Estado, os parlamentares petebistas corriam o risco de ficar sem palanque. Agora, segundo Paes Landim, é a vez de ouvir as bases, portanto, até a oitiva das lideranças, oficialmente, o PTB continua sem palanque. Até quando essa indefinição vai continuar? Será que Paes Landim pode remar contra a maré e tentar levar o partido a apoiar o ex-petebista Elmano Férrer? Segue o calvário petebeista em busca de unidade e de dias mais tranquilos.

nossas redes sociais