Polícia prende dois acusados de matarem professor em Barras-PI

Duas pessoas estão envolvidas. Um é maior de idade e o outro, menor, foi encaminhado para o sistema socioeducativo

09 de abril de 2021, às 09:00 | Cobertura Coronavírus

O delegado Alisson Landim conversou com a imprensa de Barras e falou que, apesar do inquérito sobre a morte do Professor de Batalha, Marcílio Borges, não ter sido concluído, a motivação foi patrimonial. Nos crimes patrimoniais é comum que o juiz defina que o motivo foi a busca pelo “lucro fácil”. Isso faz, inclusive, que a pena seja aumentada.

Isso significa que não houve motivação sexual, como se especulou inicialmente.


LEIA TAMBÉM

Professor é morto com várias perfurações de canivete em Barras-PI


De acordo com o delegado, duas pessoas estão envolvidas. Um é maior de idade e foi encaminhado para o sistema prisional e o outro, que é menor, foi encaminhado para o sistema socioeducativo.

“Pelas investigações, apenas os dois estão envolvidos, mas o inquérito ainda não foi concluído”, disse o delegado.

Os dois – de iniciais M.F. e K. – fizeram exame de corpo e delito em Barras. Na tarde desta quinta-feira (08/04), uma viatura da polícia civil levou os dois. 

O menor já está no Complexo de Defesa da Cidadania (CDC), em Teresina, onde aguardará designação da Justiça; e o maior na penitenciária de Esperantina onde aguardará julgamento.

Marcílio Borges

Veja mais acessando o Portal Longah


Coluna Passando a Régua

REDES SOCIAIS