PORTAL DOUGLASCORDEIRO.COM

Canyon Fest será lançado com foco voltado para o turismo

As atrações musicais ainda estão sendo confirmadas, mas algumas ações para o período do festival já começam a ser desenvolvidas

Por Wesslley Sales
02/07/2017, às 02:07 - Atualizado em 15/09/2017, às 17:09

O maior festival de Castelo do Piauí muda de nome em busca de um novo formato que evidencie as potencialidades turísticas da região e não apenas três dias de shows. Nesta perspectiva surge o I Canyon Fest Poti. A proposta é também integrar outros dois municípios da região.

Em parceria com o Governo do Estado, a prefeitura montou um grupo de trabalho para detalhar o plano base do evento que, de fato, só terá mudança completa de formato a partir do próximo ano com os investimentos na cadeia de negócios que tem como pilastra o ecoturismo.

Deputado João de Deus, líder do governo na Assembleia

“A proposta é criar um atrativo grande para a região não só no período do festival, mas durante o ano inteiro envolvendo ainda as cidades de Juazeiro e Buriti dos Montes. Vamos bater às portas do Governo Federal, do Ministério do Turismo, para termos, por exemplo, infraestrutura ao aeroporto de Castelo. Vamos apresentar o projeto com lançamento oficial dia 11 de julho, mas antes faremos uma apresentação da proposta para população de Castelo”, explicou o deputado João de Deus, um dos apoiadores do novo festival.

As atrações musicais ainda estão sendo confirmadas, mas algumas ações para o período do festival já começam a ser desenvolvidas para esta primeira edição. Entre elas está o acesso ao canyon do Poti. Para o deputado João de Deus a mudança de nome é estratégica.

Canyon do Rio Poti

“Não é apenas mudar o nome do festival. Seria muito pouco, muito pequeno. O maior objetivo é explorar o turismo de forma consciente e sustentável, destacando todos os potenciais, inclusive a fábrica da Mangueira para visitação. Castelo, que é uma das mais antigas cidades do Piauí e parou no tempo, será o portal de entrada para o Canyon. Neste sentido o planejamento de desenvolvimento é para 10 anos, onde a cidade ganhará investimentos, na perspectiva de desenvolver infraestrutura de hotéis, estrada, reforma do mercado, gastronomia. Precisamos preparar pessoas para receber o turista”, concluiu.

nossas redes sociais