Privatização da CHESF vira tema de audiência pública

A audiência pública aconteceu no prédio da Câmara Municipal de Vereadores da cidade, e contou com a participação e apoio de diversos setores da sociedade guadalupense

Por Redação
13/10/2017, às 01:41

O Sindicato dos trabalhadores nas Indústrias Urbanas no Estado do Piauí (SINTE-PI), realizou esta semana, na cidade de Guadalupe, sede da Usina Hidrelétrica de Boa Esperança, gerenciada pela Chesf, uma audiência pública, contra a privatização da própria CHESF e CEPISA.

A audiência pública aconteceu no prédio da Câmara Municipal de Vereadores da cidade, e contou com a participação e apoio de diversos setores da sociedade guadalupense.

Além da participação do presidente do sindicato no Piauí, Paulo Sampaio, Herbert Marinho, 1º secretário do sindicato, Francisco Guedes (Dirigente Sindical de Guadalupe), Maria Milca, que faz parte da comissão de funcionários da empresa para a mobilização contra a privatização e representantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT), de Teresina.

O ato também recebeu o apoio da presidente da Câmara de Guadalupe Surama Martins, que agradeceu a presença dos vereadores Odair Holanda, Martinee Geone e Marcelo Mota que compareceram não só a audiência pública, como ao ato realizado mais cedo, em defesa do Rio Parnaíba. Surama lembrou que todos os vereadores foram convidados.

Participaram também do movimento, diretores e alunos da rede estadual de ensino, Padre Gilvan Dias (Pároco da cidade), Pastor A. Filho (Igreja Assembleia de Deus “Missões”), Pastor Edilson (Igreja Batista Nova Aliança), Pastor Avelino (Igreja Batista Filadélfia), e a secretaria de Educação e vereadora licenciada Hélvia Almeida.

Na sua abertura, o presidente do SINTE-PI, Paulo Sampaio, fez um esboço dos avanços do setor energético no Piauí, destacando a importância de se manter no patrimônio público a CHESF e a CEPISA.

Audiência pública na Câmara Municipal de Guadalupe

Ele também informou que vários movimentos foram e serão realizados em prol da defesa da não privatização destas empresas.

O 1º secretário do SINTE-PI, e um dos líderes do movimento, Herbert Marinho, informou que a audiência pública superou as expectativas dos organizadores, ele lembrou que a luta contra a não privatização das empresas, não é só dos funcionários, mais de toda a sociedade, em especial a classe mais humilde, pois dificilmente o setor privado irá aplicar taxas visando sempre o lucro, dispensando a função social, como atua hoje a CHESF e a CEPISA (ELETROBRAS-PIAUÍ).

Os vereadores presentes foram unanimes em suas declarações em apoiar ao ato contra a não privatização das empresas, eles alegaram que está privatização será extremamente danosa ao povo do Piauí, em especial ao povo de Guadalupe.

Ato de protesto contra a privatização da CHESF

Os organizadores também abriram espaços para a manifestação do público presente, e foi destacado que o primeiro parlamentar federal no Brasil a declarar apoio e assinar o manifesto contra a privatização, foi o deputado federal Júlio César.

Também foi destacado que foi entregue no último dia 10, o protocolo de intenções, para o presidenciável Ciro Gomes, que fez palestra em Teresina.

Herbert informou que o resultado da audiência será formulado um documento que será encaminhado aos deputados e senadores do Piauí, e aos dirigentes da Câmara dos Deputados e Senado Federal.

O ato contou com a participação de alunos do município

A secretária municipal de educação, Hélvia Almeida, manifestou sua posição favorável a não privatização das empresas, e afirmou que a prefeita de Guadalupe, Neidinha Lima, é totalmente contra a privatização da CHESF e a CEPISA.

Durante o encerramento da fala dos presentes, chamou atenção, a declaração da estudante Rafaela Carvalho, da Escola Estadual Carlos Franco, que disse: “ Mexeu com as riquezas do nosso país, mexeu com todos nós” e finalizou afirmando que “O meu partido, é o meu país”, e conclamou a juventude a fazer parte dessa luta.

Com informações do Portal Cidade Luz

nossas redes sociais