Presidente do TJ-PI desbloqueia R$ 7 milhões do Hospital Infantil

A PGR alegou a comprovação que os recursos necessários para reforma e ampliação do hospital foram depositados em conta específica

Por Plínio Castelo
13/09/2019, às 12:00 - Atualizado em 13/09/2019, às 02:53

Com a suspensão da liminar da juíza Carmelita Brito de Oliveira, da 2ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública de Teresina, o presidente do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), desembargador Sebastião Ribeiro Martins, desbloqueou mais de R$ 7 milhões do Estado destinados às obras do Hospital Infantil Lucídio Portela.

A PGR (Procuradoria Geral do Estado) ingressou com pedido de suspensão de liminar alegando a comprovação que os recursos necessários para reforma e ampliação do hospital foram depositados em conta específica, inclusive com aplicação financeira, com rendimentos que serão utilizados na reforma.

Presidente do TJ-PI, desembargador Sebastião Ribeiro Martins / Foto: Portal GP1

nossas redes sociais