Quase 85% da capital aprova os serviços da Águas de Teresina

A pesquisa, realizada com 629 usuários, entre os dias 6 a 20 de maio, tem margem de erro de 4% e coeficiente de confiabilidade de 95,5%

Por Redação
14/07/2019, às 11:00 - Atualizado em 14/07/2019, às 14:04

A Águas de Teresina, ainda em comemoração aos dois anos de atuação, comemorado no último 7 de julho, anuncia resultado de pesquisa de satisfação. O índice de aprovação global dos teresinenses com a Águas de Teresina é de 84,3%. A pesquisa buscou aferir o grau de satisfação dos Teresinenses com os serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário na capital.  

A pesquisa, realizada com 629 usuários, entre os dias 6 a 20 de maio, tem margem de erro de 4% e coeficiente de confiabilidade de 95,5%. Agora, a equipe da concessionária providenciará planos de ação para promover melhorias identificadas na pesquisa bem como reforçar os pontos bem avaliados pelos clientes. 

“Ficamos muito satisfeitos com o resultado obtido, considerando que são apenas dois dos 30 anos do contrato de subconcessão. A população de maneira geral aprova o trabalho desenvolvido, o que nos deixa muito felizes. Continuaremos a nos empenhar, a cada dia, em tornar Teresina referência em saneamento no Nordeste, o que requer muito zelo, compromisso e dedicação da nossa equipe”, destaca Cleyson Jacomini, diretor-presidente da Águas de Teresina.

A pesquisa foi estruturada de maneira que fosse possível aferir o grau de satisfação das seguintes atividades: abastecimento de água; informação e comunicação com o consumidor; conta de água e esgoto; atendimento e postura da empresa frente ao consumidor. De cada item foram elaboradores indicadores que serão avaliados anualmente pela empresa na busca da excelência e melhoria contínua.

A concessionária também buscou entender o comportamento dos usuários e suas preferências, constatando, por exemplo, que 66% preferem que manutenções programadas que impactem na continuidade do abastecimento de água sejam realizadas em dias úteis ao invés dos fins de semana.

A pesquisa quantitativa utilizou a técnica de amostra probabilística sistemática a partir da base cadastral da concessionária, de modo a garantir a representatividade do universo, sendo a amostra obtida de forma proporcional ao número de usuários das zonas Norte, Leste, Sul e Sudeste. Já a pesquisa qualitativa adotou a técnica exploratória, por meio da realização de grupos focais visando a melhor compreensão de contexto dos pontos levantados pelos entrevistados, formado por perfis das classes A, B, C, D e E, de todas as regiões da cidade. Os estudos foram realizados pela IP4 Pesquisas, da Paraíba, que atua no mercado há 17 anos.

O índice de aprovação é de 84,3%

nossas redes sociais