SAMU já recebeu mais de 100 trotes em 2019 em Teresina

O caso só é considerado trote quando a pessoa liga para o 192 e passa uma informação falsa que gera envio desnecessário de ambulâncias para o local solicitado

Por Redação
10/09/2019, às 11:00

De janeiro a julho de 2019, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Teresina recebeu um trote a cada dois dias, totalizando 119 deslocamentos de ambulâncias para ocorrências que eram falsas. Agora, com a recente modernização do sistema do 192, é possível registrar os números que acionaram indevidamente o Serviço.

“O SAMU implantou um moderno sistema de call center e linhas telefônicas digitais na sala do 192. Isso possibilita que a gente deixe registrado o número da pessoa que passou trote. Então, nas próximas ligações, a telefonista verá essa informação”, explica a diretora do SAMU, Francina Amorim.

O caso só é considerado trote quando a pessoa liga para o 192 e passa uma informação falsa que gera envio desnecessário de ambulâncias para o local solicitado. 

“Isso é criminoso e prejudica o nosso trabalho de salvar vidas, onde o tempo é precioso”, finaliza Francina Amorim.

A enfermeira do SAMU, Tânia Furtado, relembra uma ocasião em que a sua equipe foi deslocada para um trote de acidente de transito envolvendo criança. 

“Isso é um crime. Nós estávamos preocupados, gastamos combustíveis, separamos materiais, perdemos tempo, quando poderíamos estar atendendo uma ocorrência real”, comenta.

O SAMU é um programa do Governo Federal, administrado pela Fundação Municipal de Saúde (FMS) e que presta socorro a pacientes em caso de urgência clínica, obstétrica, traumática e psiquiátrica. 

Atualmente, dispõe de oito ambulâncias básicas, três avançadas e quatro motolâncias.

Foram 119 trotes no 1º semestre de 2019

nossas redes sociais