O novo perfil dos pacientes com COVID-19 nas UTIs do Piauí

Os especialistas ainda não conseguem explicação para a mudança mas afirmam que algum fator está influenciando nesta alteração

05 de março de 2021, às 07:00 | Cobertura Coronavírus

O atual perfil dos pacientes que foram contaminados pelo novo coronavírus mudou em relação ao ano passado.

De acordo com o presidente da Fundação Municipal de Saúde de Teresina, Dr. Gilberto Albuquerque, são jovens, acima do peso e que levam mais tempo para conseguirem se recuperar da doença.

O quadro clínico destes pacientes tem se tornado mais grave, muitos precisam de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e passam de três a quatro semanas internados. Em casos mais graves, o paciente chega a ficar 50 dias necessitando de cuidados intensivos.


LEIA TAMBÉM

Piauí registra 23 mortes nas últimas 24h por COVID-19; 958 casos


Os especialistas ainda não conseguem explicação para a mudança mas afirmam que algum fator está influenciando nesta alteração. 

No picos de casos de COVID-19 no ano passado, os idosos eram maioria, diferente do que acontece agora.

Presidente da FMS, Dr. Gilberto Albuquerque / FOTO: Portal GP1


Coluna Passando a Régua

REDES SOCIAIS