Medidas mais restritivas devem ser adotadas em 50 cidades do Piauí

A decisão foi tomada após uma reunião do Comitê de Operações Emergenciais do Estado e o Presidente da Fundação Municipal de Saúde de Teresina

14 de abril de 2021, às 16:00 | Cobertura Coronavírus

O Governo do Estado confirmou que pode adotar medidas mais rígidas no combate a COVID-19 em 50 cidades do Piauí a partir da próxima semana. 

A decisão foi tomada após uma reunião do Comitê de Operações Emergenciais do Estado e o Presidente da Fundação Municipal de Saúde de Teresina, Dr. Gilberto Albuquerque. 

Dentre os 224 municípios, a Secretaria de saúde já catalogou as cinquenta cidades com maior índice de transmissibilidade e deve enrijecer as medidas de combate a COVID-19 nestes locais.  

O governador explicou o que deve mudar e valorizou o avanço alcançado nas últimas semanas com a redução da fila de espera por leitos de COVID-19 e a baixa na transmissibilidade, após o lockdown parcial nos fins de semana.  

“Estamos tendo um resultado positivo das medidas que foram adotadas principalmente relativas a páscoa, a ideia agora é ampliar daquilo que já temos. Temos a busca ativa em todas as regiões e vamos priorizar municípios como Teresina, Demerval Lobão, Uruçuí, ou seja, vários municípios em todas as regiões do estado que ainda tem um nível de transmissão elevado”, disse Wellington Dias.

Já o secretário Florentino Neto esclareceu que o número de testes nestas cidades será aumentados e explicou como deverá ser a atuação dos profissionais de saúde nestas cidades.

“Identificamos 50 municípios onde nós temos uma taxa de transmissibilidade maior para que possamos, a exemplo de Teresina, incentivar para que a atenção básica esteja voltada com o maior número de equipes ao enfrentamento a pandemia e motivar a participação dos agentes comunitários e aumentar a testagem nesses municípios” concluiu o gestor.

50 cidades serão alvos das novas medidas


Coluna Passando a Régua

REDES SOCIAIS