MENU mobile

Luciano nega atrito com Firmino e diz que PSDB não teme adversários

Sobre a disputa e ataques da oposição o tucano diz que o PSDB deve focar em mostrar o legado administrativo e que o vice naturalmente é indicação do PROGRESSISTAS

Sim. O ex-deputado estadual Luciano Nunes se mantém como pré-candidato à sucessão de Firmino Filho e aguarda a definição do Prefeito, prevista para março do próximo ano. 

Sobre a disputa e ataques da oposição o tucano diz que o PSDB deve focar em mostrar o legado administrativo e que o candidato a vice naturalmente é indicação do PROGRESSISTAS, no entanto não descarta nomes de outros partidos.

Oposição está no papel dela de apontar caminho para ter mais visibilidade, aparecer mais neste momento. Do nosso lado é extremamente saudável termos vários nomes qualificados.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - A oposição já em nomes lançados. Enquanto isso, o Prefeito Firmino deve deixar mesmo a indicação para sua sucessão para 2020. O Senhor concorda?

LUCIANO NUNES - Estamos em um ano pré-eleitoral e as conversas começam a se amiudar. Naturalmente os partidos de oposição começam essa movimentação mais cedo, o que é natural no processo. Nós já temos alguns nomes de oposição colocados. No PSDB, dentro da nossa aliança, todo processo está sendo conduzido pelo prefeito Firmino Filho. Também é natural que ele comande a sua sucessão, afinal é a maior liderança do partido aqui em Teresina. Então, todas as ações serão coordenadas por ele. O prefeito tem sinalizado que essa indicação deve acontecer em março do próximo ano e até lá é aguardar e focar na gestão, no cuidar bem da saúde, educação, bem estar social e obras de infraestrutura que acontecem em toda a cidade. Teresina se transformou em um canteiro de obras para melhorar as condições de vida do nosso povo. Antecipar indicação do nome pode prejudicar o andamento da gestão e nisso concordo com o posicionamento do prefeito.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - O que o prefeito diz em relação a essa escolha, que no passado contrariou até mesmo as pesquisas? E o Ciro, também deve ser ouvido?

LUCIANO NUNES - O prefeito tem experiência mais do que qualquer um. Conhece o processo e os meandros da sucessão. Não vai ser apenas um critério objetivo, a pesquisa quantitativa. Certamente fará pesquisas qualitativas, ouvir o próprio partido e os aliados para tomar uma decisão de forma madura para chegar ao nome que melhor represente esse grupo, mas que tenha as melhores condições de vencer a disputa. Candidatura majoritária não passa apenas pela vontade do candidato. Ela é muito mais uma convergência. O candidato tem que ser aquele que nas circunstâncias convergirem para seu nome. E ai vai o grau de conhecimento do candidato, o perfil que a maioria da população entende como ideal para prefeito, aliados e lideranças. Então, essa conjunção de fatores devem ser avaliadas e não tenho dúvida que o prefeito Firmino terá sabedoria e firmeza para definir o melhor para cidade de Teresina e que melhor represente o grupo.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - A oposição tem até debochado quando se fala que o prefeito tem 10 candidatos. Como avalia essa situação, é positivo?

LUCIANO NUNES - Iria estranhar se a oposição estivesse elogiando e dizer que o prefeito está fazendo a estratégia certa. Oposição está no papel dela de apontar caminho para ter mais visibilidade, aparecer mais neste momento. Do nosso lado é extremamente saudável termos vários nomes qualificados, de pessoas que tem todos as qualidades seja do ponto de visa político, técnico, de experiência administrativa. Temos grandes nomes para representar o PSDB e o grupo que representa a gestão de Teresina.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - Quem não for escolhido e alimentou esta indicação, o senhor acha que pode gerar algum problema de união do grupo?

LUCIANO NUNES - Acredito que não. Todos os nomes que estão colocados e outros que possam vir a ser, sabem que existe a possibilidade de não ser escolhido. O que nos une é esse sentimento de fazer esta boa gestão, de representar esse grupo político. Ninguém é candidato de si mesmo, mas para representar um grupo. Aquele que for escolhido deverá também ter a sabedoria de procurar conversar e buscar o apoio dos demais. Como entendo que hoje todos estão imbuídos neste apoio natural, porque todos têm esse sentimento de grupo.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - O vice será indicado mesmo pelo PROGRESSISTAS?

LUCIANO NUNES - Também e uma questão a cargo do prefeito Firmino coordenar. Entendo que entre os aliados o PROGRESSISTAS é o maior partido. Então, por este critério seria naturalmente quem indicaria o vice. Mas, nada impede que o nome de outro partido possa surgir em decorrência de um fato novo. Em política tem que se considerar todas as possibilidades. O prefeito tem um diálogo próximo e franco com o senador Ciro. O Progressistas tem sido grande aliado, uma parceria que também garantiu grandes obras na cidade. Acredito muito nesta harmonia com o PROGRESSISTAS.

Meu nome está à disposição do partido, como sempre esteve. A escolha de um candidato a prefeito é conjuntural. Ter participado da última eleição pode me favorecer.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - Essa deve ser uma campanha violenta. Com o prefeito Firmino e o PSDB tem avaliado como deve ser esta campanha, uma vez que existem candidatos bem competitivos?

LUCIANO NUNES - O povo é soberano. O que vai prevalecer é a vontade da maioria dos teresinenses. Nós acreditamos nisso, na história do PSDB e do trabalho realizado ao longo do tempo. Fato que o PSDB está muito tempo no comando da prefeitura, mas é fato também que muitos resultados estão sendo colhidos. Basta citar como exemplo a Educação. Teresina tem a melhor Educação entre as capitais do Brasil. Faz-se muito com pouco dinheiro. É o menor custo por aluno no Brasil e tem a melhor qualidade. Saúde, apesar do caos no interior pelo sucateamento dos hospitais regionais, Teresina atende bem aos teresinenses e quem vem do interior e até de outros Estados. Por isso somos referência. Infraestrutura, assistência social, é este legado que vamos defender e vamos mostrar esse compromisso com as pessoas, principalmente as mais carentes que precisam do apoio do poder público. A oposição vai procurar seu caminho, buscando as falhas que existem e é natural porque não há gestão perfeita. Você pode observar que temos candidato do PT com apoio do Governador, alguns que já foram candidatos em eleições passadas. Não temos medo deste cenário. PSDB está tranquilo e sabe que terá um embate duro, como já teve no passado. Uma eleição muito provável em dois turnos, mas só no decorrer é que teremos esta certeza. Veja que na eleição passada o prefeito Firmino foi eleito no primeiro turno, mas a diferença foi pequena e poderia ter sido em dois turnos. Cada eleição é uma eleição. O governador vai ter candidato, mas ele mesmo já foi candidato e nem para o segundo turno foi. Cada eleição tem uma história. Superamos muitos desafios e obstáculos, mas muito ainda precisa ser feito e é isso que vamos mostrar para população.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - Dia 11 de novembro será uma data importante para o PSDB. O que o senhor espera?

LUCIANO NUNES - Teremos o Congresso Estadual do PSDB. É uma etapa do Congresso Nacional que acontece dia 7 de dezembro. Hoje já se faz muita coisa virtual e já temos vários temas que estão sendo debatidos nas redes sociais, em canais abertos através do portal, Instagram e Whatsapp onde filiados podem se manifestar. Dia 11 os filiados poderão se manifestar de viva voz e também das enquetes online. Vamos fazer mescla virtual com presencial. Ao final vamos fazer ato de filiação na sede do partido, muitas mulheres e líderes. Não vai ter ninguém de mandato. Estamos estimulando novas lideranças, mulheres, juventude. Nossa meta é eleger sete vereadores.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - O senhor aceitaria ser candidato?

LUCIANO NUNES - Aceito. Meu nome está à disposição do partido, como sempre esteve. A escolha de um candidato a prefeito é conjuntural. Ter participado da última eleição pode me favorecer. Mas, entrego essa indicação ao prefeito Firmino. Para mim seria uma honra representar todo este legado, imagine ser eleito prefeito da minha cidade natal. Meu nome está à disposição, sim.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - O senhor não estaria afastado do prefeito Firmino por conta da última eleição?

LUCIANO NUNES - Toda eleição tem muito fuxico. Não existe absolutamente. Talvez por não ter aceito convite do prefeito para fazer parte de sua equipe tenha gerado essa conversa. Mas, desde o início, após a eleição, deixei claro que me daria este ano para família, trabalho profissional em meu escritório de advocacia, coordeno curso de Direito em uma faculdade, voltei a dar aulas e tenho outros empreendimentos. Entendo que está sendo importante esse período, produtivo. Talvez por isso a especulação, mas falo com o prefeito permanentemente e nossa relação extremamente positiva.

Fotos cedidas pelo Portal GP1.

© 2019 . Portal Douglas Cordeiro - Os Bastidores da Notícia. Todos os direitos reservados. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reeescrito ou redistribuido sem autorização.