MENU mobile

PSD quer dobrar vereadores e candidato a prefeito de Teresina

O PSD pretende saltar de 200 para 400 vereadores e a meta, após as eleições de outubro, é chegar a 50 prefeitos eleitos

Reportagem de Douglas Cordeiro e Wesslley Sales

Com a abertura da janela partidária o PSD pretende saltar dos atuais 200 para 400 vereadores e a meta, após as eleições de outubro, é chegar a 50 prefeitos eleitos. 

Estes são alguns dos prognósticos feitos pelo deputado Estadual Georgiano Neto, que confirma candidatura própria à Prefeitura de Teresina e analisa a queda de braço pelas Comissões Técnicas na Assembleia Legislativa.

No caso do meu nome para prefeito tivemos algumas limitações por ter que manter um ritmo intenso de trabalho na capital e interior.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - Qual definição do PSD para disputa em Teresina?

GEORGIANO NETO - Nosso partido tem o entendimento desde o ano passado, até mesmo com orientação nacional, de que teremos candidatura própria. Estamos na fase de avaliar o cenário e definir o nome que vai disputar a eleição. De início foi colocado nosso nome para construir esse processo para fortalecer o PSD em Teresina. Houve a filiação de várias lideranças, pessoas que vieram para somar com qualidade. Estamos bem organizados, com chapa proporcional com capacidade de eleger até três vereadores. No caso do meu nome para prefeito tivemos algumas limitações por ter que manter um ritmo intenso de trabalho na capital e interior. Mas, teremos avaliação interna, onde teremos encontro com todos pré-candidatos a vereador. Já temos 36, mas queremos fechar a chapa proporcional até o fim do prazo com 44 nomes, sendo 30 homens e 14 mulheres para elegermos quatro vereadores. Vamos ouvir e dialogar com todos. Uma coisa é certa, o PSD terá candidatura própria em Teresina no primeiro turno.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - Realmente o senhor sempre está visitando suas bases no interior. Fica este problema a ser resolvido até porque o PSD tem planejamento para crescer forte no interior.

GEORGIANO NETO - O PSD praticamente dobrou de tamanho em um ano e a expectativa é de que possamos consolidar esse crescimento com o resultado das eleições de outubro. Estamos dedicados a isso. O PSD hoje tem 42 prefeitos, 18 vice-prefeitos, mais de 200 vereadores. Com a abertura da janela esperamos chegar a 400 vereadores e claro, consolidar esse crescimento com o resultado de outubro. Teremos candidatura própria em no mínimo 100 municípios, onde esperamos eleger no mínimo 50 prefeitos. É um feito importante, tendo quase ¼ das prefeituras do Estado.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - Haverá algum evento para novas filiações ou elas vão acontecer ao longo da janela partidária?

GEORGIANO NETO - As filiações vão acontecer ao longo da janela até porque é um prazo muito curto para viabilizar um grande evento. Nosso esforço é filiar o maior número de lideranças comprometidas com o projeto do PSD.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - Como o senhor avalia esse confronto entre partidos da base aliada nesta eleição?

GEORGIANO NETO - É natural porque temos uma base muito ampla. Não será a primeira nem a última eleição municipal que vamos vivenciar. Sabemos que os ânimos ficam mais acirrados, que existe uma disputa mais forte em cada município. Sabemos também que cada cidade tem sua conjuntura política e o que esperamos é que qualquer sequela que fique da disputa seja superado, até porque o que interessa é esta base melhore a vida das pessoas. Passadas as eleições que se desmonte o palanque político e cada um dos eleitos possam fazer seu trabalho com apoio dos deputados e a parceria do Governo Estadual.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - 15 de março está agendada manifestação contra Legislativo e Judiciário. O senhor tem viajado muito, o que tem ouvido das pessoas sobre essas questões.

GEORGIANO NETO - Cada cidade tem sua realidade. Particularmente estas manifestações prometidas para o dia 15 tenho visto alguma mobilização pela imprensa e redes sociais. Claro que pregamos a união e harmonia entre os poderes. Passamos por uma crise econômica. Saímos recentemente de uma crise política muito grande. São questões que trazem trauma grande para a sociedade. Então, sou do diálogo e prego a unidade e não que tenha essa fomentação da discórdia.

Estamos bem organizados, com chapa proporcional com capacidade de eleger até três vereadores em Teresina.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - Os Estados passam por muita dificuldade financeira, atrasando obras, por exemplo. A população tem entendido isso?

GEORGIANO NETO - Cada dia que passa a população está mais consciente da realidade dos municípios, além dos Governos Estadual e Federal. A gente sabe que existe uma crise econômica que vem se arrastando a vários anos, mas é importante dizer que ela não é desculpa para as coisas não acontecerem. Fazer gestão pública não é fácil. São muitas demandas e recursos cada vez mais escassos. É preciso eleger prioridades. Precisa manter esse contato com a população para garantir o mínimo de dignidade para podermos cobrar do Executivo, Legislativo as ações que ajudam a melhorar a vida das pessoas. O poder público não pode resolver os problemas todos ao mesmo tempo, mas que sejam atendidas as necessidades imediatas que garantam qualidade de vida a essas pessoas.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - Como o senhor tem trabalhado obras através de emendas parlamentares diante desta escassez de recursos?

GEORGIANO NETO - Temos elegido prioridades. Existem muitas demandas e, por isso, conversamos com os prefeitos e as lideranças para elegermos duas ou três prioridades para executarmos durante o ano. Depois de resolvido vamos para outras demandas.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - E sobre a polêmica definição em torno das Comissões na Assembleia Legislativa, como avalia estes cenários que se apresentam?

GEORGIANO NETO - Na Assembleia o PSD faz parte de um bloco partidário formado pelo PSB, Republicanos, Cidadania e Solidariedade. Então, são sete parlamentares que se igualam as maiores bancadas. Temos um bom diálogo tanto com o Presidente Themístocles quanto o líder do Governo, para que tenhamos entendimento. Este bloco pleiteia maior participação nas Comissões e, claro, a Presidência de uma Comissão importante da Casa.

© 2020 . Portal Douglas Cordeiro - Os Bastidores da Notícia. Todos os direitos reservados. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reeescrito ou redistribuido sem autorização.