MENU mobile

"O nosso grande adversário em Teresina é o tempo", diz Edson Melo

Sobre a formação da chapa proporcional, o parlamentar citou alguns prováveis candidatos e que o PSDB é privilegiado

Reportagem de Wesslley Sales

O Presidente municipal do PSDB, vereador Edson Melo confirmou que o partido aguarda a filiação do ex-prefeito Sílvio Mendes, mas que a oposição tenta fazer intrigas entre ele e o prefeito Firmino Filho. 

Nesta entrevista exclusiva, o tucano explicou qual seria o maior adversário da sigla na capital piauiense. 

Sobre a formação da chapa proporcional, o parlamentar citou alguns prováveis candidatos e que o PSDB é privilegiado.

O nome de Sílvio Mendes tem sido bem avaliado. Existe já com os partidos aliados uma sinalização positiva para sua candidatura, como João Vicente Claudino (PTB), Elmano Ferrer (PODE) e Ciro Nogueira (PROGRESSISTAS).

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - Sílvio Mendes volta ou não para o ninho tucano?

EDSON MELO - Estamos nesta expectativa. O ex-prefeito Sílvio Mendes, depois de analisar bastante o quadro político e sua condição pessoal, sinalizou sua disposição em colocar o nome à disposição do partido para a eleição majoritária em 2020.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - O que se soube é que a família, que antes não apoiava, agora dá carta branca para ele entrar na disputa?

EDSON MELO - Ele tem revelado que está disponível, mas não faz nenhuma imposição. Quer colaborar com o PSDB e a cidade de Teresina, ser uma opção. É um forte candidato, assim como outros nomes do partido, mas temos que reconhecer que é nome de peso, que agrega aliados políticos e tem boa receptividade com a população. Quando deixou a Prefeitura saiu com uma aprovação popular muito grande. Então, estamos conversando e friso, que o comandante do processo é o Prefeito Firmino. Ele tem feito pesquisas, não só com números, mas qualitativa que indicam o candidato ideal. O nome de Sílvio Mendes tem sido bem avaliado. Existe já com os partidos aliados uma sinalização positiva para sua candidatura, como João Vicente Claudino (PTB), Elmano Ferrer (PODE) e Ciro Nogueira (PROGRESSISTAS). Estamos otimistas. A oposição coloca muitas situações de desavenças e desentendimentos entre o Prefeito Firmino e Sílvio Mendes, dou meu testemunho, isso não existe. Já conversaram e voltaram a conversar.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - Então, não existe desgaste entre os dois?

EDSON MELO - São amigos de longas datas. Claro que são duas personalidades diferentes que nem sempre pensam 100% igual. Mas, existe muito mais afinidade que divergência. É uma convivência leal e sincera entre os dois. Isso é o importante. Dr. Sílvio tem se colocado à disposição não pelo ego de ser prefeito, mas em nome da cidade de Teresina. A preocupação da capital não ter um bom administrador após a saída do Firmino.

Agora, temos nomes com experiência de gestão e é isso que esperamos que a população reflita, na hora de votar.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - Alguns aliados questionam muito a demora na divulgação do candidato. Isso não prejudica o partido?

EDSON MELO - Muitos que conversam com o prefeito Firmino colocam que está demorando demais e que isso não é bom. Mas, com a experiência que tem, o Firmino lembra de outras eleições onde se deu em março para abril a escolha. Então, não vai mudar seu cronograma. Está analisando, conversando e acha que é precipitado indicar antes que os partidos de oposição lancem seus candidatos. É natural que aconteça quem está no poder não precipite um lançamento, até porque traz certo prejuízo para a administração. O Prefeito é muito racional e frio neste aspecto, é o comandante do processo. Sílvio está consciente disso.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - Essa eleição é atípica por que tem mais de um candidato competitivo. Será mais difícil do que as outras?

EDSON MELO - O grande adversário do PSDB em Teresina não é um nome, é o tempo. E isso não deixa de ser uma situação negativa. O tempo que estamos no poder, a praticamente sete eleições ganhando e administrando a cidade. A administração tem desgaste, claro, maior do que quem está na oposição. Para a oposição é só pegar onde tem falhas, o que deixou de fazer, até porque a gente não faz 100%. A arte da gestão da prefeitura é escolher prioridades com os recursos que se tem. Ás vezes são cobrados 100 e só temos como fazer 70. A prefeitura não atrasa contas, as áreas todas estão funcionando bem. Agora, temos nomes com experiência de gestão e é isso que esperamos que a população reflita, na hora de votar, se deve correr riscos e ver que a administração está bem, com pagamentos em dia e praticando os reajustes, coisa que outros não pagam e ainda atrasam os terceirizados. Isso que dá preocupação e o povo pensa duas vezes: será que teremos um retrocesso? População é cautelosa e por isso acreditamos no sucesso do PSDB, mesmo com o desgaste do tempo.

PORTAL DOUGLAS CORDEIRO - E a chapa proporcional, vem pesada? Tem o senhor, o vereador Venâncio....

EDSON MELO - É verdade. Temos ainda o Vereador Samuel (Silveira), vereador Ítalo Barros, o possível retorno do vereador Joninha, Major Paulo Roberto, Zé Filho, Dr. Lázaro, Gustavo Carvalho, Neto do Angelim entre outros que estamos dialogando. Tem muita coisa nova, com possibilidade de candidatura de pessoas da equipe do Prefeito Firmino, como o Daniel do Asfalto, Paulo Dantas, Dr. Paulo Lopes, Dra. Samara, Rayssa da causa animal e tantos outros. Estamos trabalhando para tentar eleger provavelmente seis vereadores. O PSDB é privilegiado pelo voto da legenda, quase 10 mil votos. Estamos perdendo companheiros simbólicos do PSDB porque acham que não tem tanto voto e procuram outra legenda sem nenhuma ideologia, mais pela facilidade de se eleger. Isso é péssimo para a política. Maioria dos municípios terão apenas dois ou três partidos disputando. Era melhor ter feito o Distritão. Por isso tem partido buscando quem tem potencial de apenas dois mil votos.

© 2020 . Portal Douglas Cordeiro - Os Bastidores da Notícia. Todos os direitos reservados. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reeescrito ou redistribuido sem autorização.