Calor de Teresina derruba reprovação em concurso federal

Os candidatos entraram com mandado de segurança reclamando que os testes físicos foram realizados fora da UFPI, local que era previsto no edital

Por Wesslley Sales
06/07/2019, às 10:00 - Atualizado em 08/07/2019, às 13:24

O calor de Teresina foi usado como argumento para tentar rever a desclassificação de candidatos do último concurso para Delegado da Polícia Federal. Deu certo. O caso foi parar na 5ª Turma do TRF 1ª Região que acatou as alegações e derrubou decisão da 2ª Vara da Seção Judiciária do Piauí.

Os candidatos entraram com mandado de segurança reclamando que os testes físicos foram realizados fora do Campo de Educação Física da UFPI, local que era previsto no edital. Outro ponto decisivo, foi o horário destas provas, no início da tarde sob temperatura de 40ºC e baixa umidade do ar.

Diante dos fatos, o relator da matéria teve apoio unânime da 5ª Turma, determinando que os candidatos prejudicados prossigam nas demais fases do concurso.

TRF 1ª Região / Foto: VEJA

nossas redes sociais