Metrô sofrerá mudança para portadores de deficiência em THE

O projeto é uma iniciativa do CEIR em parceria com a Companhia Metropolitana de Transporte. O projeto é orçado em R$ 200 mil

Por Plínio Castelo
26/12/2018, às 12:25

O governador Wellington Dias aprovou o projeto de modificação da estação de metrô do bairro Ilhotas, que prevê a alteração do trajeto para facilitar o deslocamento dos pacientes do Centro Integrado de Reabilitação (CEIR). O projeto é uma iniciativa do CEIR em parceria com a Companhia Metropolitana de Transporte. O projeto é orçado em R$ 200 mil. 

"É um projeto inovador e simples, com custo relativamente baixo. Além do CEIR, as pessoas com deficiência terão fácil acesso à maternidade Evangelina Rosa, ao Tribunal Regional Eleitoral e ao Hospital da Polícia. Será uma obra rápida e que beneficiará muitos pacientes do Centro", atentou Wellington Dias.

Os pacientes irão desembarcar a 50 metros do prédio do Ceir. 

"Identificamos que grande parte dos assistidos chegam atrasados ou não comparecem com a justificativa de que o transporte coletivo não é acessível, o que dificulta a locomoção. Com os novos veículos leves, vimos a possibilidade de tornar o trajeto acessível. As pessoas da região do Dirceu e Centro poderão pegar o metrô e parar bem perto do CEIR", esclareceu o diretor da Companhia Metropolitana de Transporte, Antonio Sobral. 

A conclusão da obra está prevista para o primeiro semestre de 2019. 

"Nossa função é cuidar das pessoas. Com essa alteração os pacientes do CEIR poderão ir e vir por um trajeto mais curto e acessível. É mais qualidade de vida para as pessoas com deficiência", disse o presidente da Associação Reabilitar, Benjamin Vale.

Mudança vai beneficiar portadores de deficiência

nossas redes sociais