O cateterismo identifica e trata doenças como o infarto

De acordo com o cardiologista Mauro Guimarães não há uma idade especifica para que o exame seja realizado

Por Redação
18/06/2019, às 12:00

Doenças cardiovasculares representam uma das principais causas de morte no Brasil na atualidade. As doenças cardíacas chegam a atingir, por ano, mais de 300 mil vítimas, é o que aponta os dados anuais da Sociedade Brasileira Cardiologia (SBC).

Dentre as principais doenças cardiovasculares, está o infarto ou ataque cardíaco, que ocorre quando o fluxo de sangue para o coração é interrompido e o órgão não recebe sangue e oxigênio suficiente para se manter em atividade. Um dos procedimentos utilizados para diagnosticar e tratar estes tipos doenças é a Cinecoronariografia, o popular cateterismo, como é conhecido.

O cardiologista e especialista Mauro Guimarães explica que o cateterismo pode confirmar a obstrução das artérias coronárias ou avaliar o estado das valvas e músculos cardíacos. 

“É utilizado um cateter, normalmente inserido na região do pulso ou virilha do paciente para conseguir um acesso às artérias do coração. Apesar de delicado, hoje o cateterismo tem menos riscos de agravamentos”, disse.

Entre os principais fatores de risco que predispõem ao aparecimento de doenças vasculares são: colesterol, diabetes, estresse, hipertensão e tabagismo. Pacientes que já possuem histórico familiar também devem estar atentos e procurarem atendimento médico regularmente. Bons hábitos alimentares e a prática de exercícios físicos ajudam no combate destas doenças.

De acordo com Mauro Guimarães não há uma idade especifica para que o exame seja realizado. 

“Tendemos a achar que esses procedimentos são realizados mais em pessoas acima dos 50 anos, mas não é bem assim. Quando não cuidamos bem de nossa saúde, todos estamos sujeitos às doenças. Já realizei o exame em um jovem de 24 anos e já existem especialistas em cateterismo infantil”, conclui o cardiologista.

Cardiologista e especialista Mauro Guimarães

nossas redes sociais