Poupança Jovem injeta R$ 5,2 milhões em 55 municípios

Lançado em novembro de 2016 pelo Governo do Estado e a Secretaria Estadual de Educação, o Poupança Jovem é um incentivo a mais para que os estudantes concluam o ensino médio

Por Wesslley Sales
12/12/2017, às 02:43 - Atualizado em 17/12/2017, às 20:37

“No começo não acreditei, mas fui surpreendida”, afirmou Maria Aparecida. “Para mim esse dinheiro não chegaria. Só que chegou na minha conta ”, completou Rafael Carvalho. Ambos são ex-alunos da Unidade Escolar Alfredo Carlos Alencar, em Capitão Gervásio Oliveira, a única no município a oferecer o ensino médio. Hoje, estudantes de curso superior, eles foram beneficiados pelo programa Poupança Jovem recebendo R$ 1.100 cada um.

Maria Aparecida

Lançado em novembro de 2016 pelo Governo do Estado e a Secretaria Estadual de Educação, o Poupança Jovem é um incentivo a mais para que os estudantes concluam o ensino médio. Em 2017 o programa está injetando quase R$ 5.2 milhões em 55 municípios. Ao todo são 10.443 alunos beneficiados em 71 escolas piauienses, entre elas a U.E. Alfredo Carlos Alencar, em Capitão Gervásio Oliveira, sul do Piauí.

Rafael Carvalho

“Foram pagos em torno de R$ 30 mil para 180 alunos no ano passado. Temos observado que a redução na evasão escolar chega a 30% e a aprovação aumentou em 20% depois do Poupança Jovem. Aqui boa parte das famílias não tem condições e vivem do Bolsa Família. Então, este dinheiro que chega para os alunos é importante”, afirmou a diretora da escola, Marisa Almeida.

U.E. Alfredo Carlos Alencar, em Capitão Gervásio Oliveira

A diretora disse ainda que a escola tem mais um importante apoio para evitar a evasão escolar e ter mais um reforço na gestão escolar, o aplicativo Mobieduca.me. Para ela, o alunado está mais consciente e participativo com os projetos levados pela Secretaria Estadual de Educação.

COMO FUNCIONA O POUPANÇA JOVEM

Luísa Costa, coordenadora do programa, explica que cada aluno do ensino médio regular do primeiro ano recebe R$ 400. Para o segundo ano o valor sobe para R$ 500 e no terceiro ano é R$ 600. O EJA-Ensino de Jovens e Adultos também é beneficiado, onde o estudante da VI e VII etapas recebem R$ 500 e R$ 600, respectivamente.

Alunos da escola Alfredo Carlos Alencar

“No primeiro e segundo ano do ensino médio regular e na VI etapa o Governo do Estado paga, através da SEDUC, 40% do Poupança Jovem. A terceira parcela o aluno tem direito a receber integral ao concluir o curso junto com o saldo das outras duas parcelas. Cabe ao estudante decidir como vai utilizar o dinheiro. Mas, lembrando que para ter direito ao Poupança Jovem é preciso ser aprovado em todos os períodos e participar das atividades da escola, além de manter a presença regular”, afirmou a coordenadora.

A PROFESSORA MARIA APARECIDA

Filha de agricultores e acostumada a ver os pais na roça, Maria Aparecida, 18 anos, foi incentivada pela mãe a estudar.  

“Eu queria que ela tivesse um futuro diferente do meu e o caminho é a educação. No meu tempo eu não tinha as oportunidades de hoje, ônibus pegando na porta de casa, escola mais perto e até dinheiro para estudar. Hoje, tenho orgulho de ver minha filha chegando a universidade”, disse Edileide Durvalino, agricultora.

As palavras da mãe marejaram os olhos da filha. Morando em uma casa simples na zona rural de Capitão Gervásio Oliveira elas fazem parte do perfil econômico do município. Maria Aparecida afirmou que dona Edileide foi sua motivação. Para a adolescente, que está cursando licenciatura em Geografia na Universidade Federal do Piauí, através do programa de ensino à distância, o Poupança Jovem foi um incentivador.

Em 2017 o programa está injetando quase R$ 5.2 milhões em 55 municípios

“Quando me disseram que eu poderia participar do Poupança Jovem não acreditei. Mas, recebi um cartão e me dediquei ainda mais para concluir o ensino médio. Nunca tire um centavo e hoje fui comunicada que última parcela está na conta. Vou deixar todo dinheiro lá, como poupança mesmo, para que eu possa usar para me qualificar ainda mais, pois tenho o sonho de ser professora. Agradeço a minha mãe por ter me apoiado e a este projeto que realmente me incentivou ainda mais a estar no ensino superior”, destacou a adolescente.

POUPANÇA JOVEM PARA O LAZER E A PROFISSÃO

Adepto da tecnologia, Rafael Carvalho, 18, usou o dinheiro que recebeu do Poupança Jovem naquilo que lhe dá prazer sem esquecer de se preparar para o curso superior e até mesmo para o mercado de trabalho. O ex-aluno da U.E. Alfredo Carlos Alencar, em Capitão Gervásio Oliveira, começou comprando um novo celular e depois o violão que o acompanha nos momentos de lazer. Ele saiu do ensino médio direto para o curso superior na Universidade Federal do Piauí, através da Universidade Aberta do Piauí-UAPI.

Com o dinheiro do programa, Rafael comprou celular, violão e notebook

“Comprei o celular porque o antigo estava quebrado. Com este novo aparelho consigo montar minhas apresentações, slides e muitas outras coisas que preciso para o curso de licenciatura em computação. Com a segunda parcela comprei este violão. Agora, estou recebendo a última etapa do Poupança Jovem e vou usar para completar e comprar um notebook novo, já que este é velho e já herdei da minha irmã. Tá até quebrado. Meu sonho é ser professor aqui mesmo na minha cidade e ter uma empresa de programação de computadores. Posso dizer que parte desse sonho está sendo proporcionado pelo apoio e incentivo da minha escola, dos professores e do Poupança Jovem”, afirmou Rafael.

nossas redes sociais