Capitão da PM-PI é preso, em ônibus, por assédio sexual

O oficial nega as acusações e disse que não sabe poque foi feita a denúncia. Mesmo com a negativa, ele foi preso e em seguida, liberado

Por Plínio Castelo
15/10/2019, às 08:00 - Atualizado em 16/10/2019, às 17:06

O Capitão da Polícia Militar foi preso, em flagrante, dentro de um ônibus acusado de ter praticado importunação sexual contra uma passageira.

A vítima estava viajando de Teresina para Parnaíba e segundo consta na denúncia, os abusos teriam iniciado em Piripiri, por volta do meio-dia.

O comandante da Polícia Militar de Piripiri, coronel Erisvaldo Viana, disse que a mulher afirmou que o acusado teria tocada nas partes íntimas dela enquanto dormia. O oficial da PM nega as acusações e disse que não sabe poque foi feita a denúncia. Mesmo com a negativa, ele foi preso e em seguida, liberado.

O acusado é pastor de uma Igreja Evangélica. Ele tem mais de 30 anos na PM e estava em Teresina para iniciar o processo de aposentadoria.

A Polícia Militar disse que vai tomar as providências assim que receber a denúncia e garantir ao Capitão o direito de defesa.

Quartel do Comando-Geral da PM / Foto: Portal GP1

NOTA DA PM

A Polícia Militar do Estado do Piauí informa que por se tratar de um crime comum, as providências legais que o caso requer  estão sendo tomadas pela Polícia Judiciária e que a PM-PI  assim que  receber o procedimento, tomará todas as medidas cabíveis, dando ao policial militar  acusado direito a ampla defesa e o contraditório,  dentro do que rege a legislação Castrense.

Teresina-PI, 13 de outubro  de 2019.

ELZA Rodrigues Ferreira – TC PM Diretora de Comunicação Social da PM-PI

nossas redes sociais