Detentos fazem exames após infecção na Cadeia Pública de Altos-PI

Mesmo sem sintomas, os detentos e agentes penitenciários serão submetidos a realização do exame para o novo coronavírus

Por Ravi Marques
08/05/2020, às 09:00 - Atualizado em 08/05/2020, às 12:10

A Secretaria de Justiça do Piauí confirmou nesta quinta-feira (07/05) que 48 detentos da Cadeia Pública de Altos estão infectados por uma doença desconhecida. Todos os presos passarão por exames para detectar qual o problema de saúde que eles estão sendo vítimas.

Segundo a SEJUS, há a suspeita de intoxicação por água ou alimentação, e que já foram solicitados os exames de hemograma, sumário de urina, TGO, creatinina, sódio, potássio, cloro, hantavírus, adenovírus, lepstopirose e hepatite A. Mesmo sem sintomas, os detentos serão submetidos a realização do exame para o novo coronavírus. Agentes penitenciários e outros servidores também serão testados para a COVID-19.

"Dos detentos com sintomas, sete deles foram encaminhados para atendimento hospitalar apresentando sintomas de insuficiência renal. Os outros 41 continuam na unidade. Todo o tratamento necessário está sendo providenciado para que a saúde dos detentos seja logo restabelecida", informou a nota da Secretaria de Justiça.

A Cadeia Pública de Altos foi inaugurada em setembro de 2019 e conta com 603 vagas, distribuídas em três pavilhões - cada um com 26 celas. A unidade prisional foi aberta com o status de mais moderna do Piauí. 

Secretário de Justiça, Carlos Edilson / Foto: Portal GP1

nossas redes sociais