Empresário indiciado por feminicídio no caso Vanessa Carvalho no PI

O juiz Valdemir Ferreira Santos decretou a prisão preventiva do suspeito. Ele aguarda o processo preso na cadeia pública de Altos

Por Ravi Marques
08/10/2019, às 12:19

"Ele teve a intenção de matar a namorada e a amiga dela". Isso foi o que disse a delegada Luana Alves, coordenadora do núcleo de feminicídio, em conclusão ao inquérito policial em relação a morte da enfermeira Vanessa Carvalho e a lesão de Anuxa Kelly Leite de Alencar, no dia 29 de setembro, quando as duas foram atropeladas pelo empresário Pablo Henrique Campos Santos, na Zona Leste de Teresina, na saída de uma festa de casamento. O crime aconteceu após uma discussão por ciúmes entre Pablo e a namorada Anuxa.

"A conduta do Pablo foi de matar as duas jovens. Ele não queria só ferir as garotas. Ele quis foi matar, até pela velocidade que o carro estava", disse a delegada Luana.

Pablo vai responder por feminicídio em relação a Vanessa Carvalho, e feminicídio tentado, ao tentar matar a namorada Anuxa. O empresário foi preso após cometer o crime. Ele foi encontrado em casa, dormindo. No dia seguinte Pablo passou por audiência de custódia e o juiz Valdemir Ferreira Santos decretou a prisão preventiva do suspeito. Ele aguarda o processo preso na cadeia pública de Altos.

Empresário Pablo Santos / Foto: Portal GP1

nossas redes sociais