Enfermeiro é preso por estelionato envolvendo o Bolsa Família no PI

Além dos cartões, os policiais encontraram cheques, promissórias e depoimentos pessoais de outras pessoas, que possam ser as vítimas

Por Ravi Marques
19/09/2019, às 16:16

Nesta quinta-feira (19/09) foram apreendidos dezenas de cartão de débito e do pelo menos 10 do Bolsa Família na casa de um enfermeiro, na cidade de Guadalupe, sul do Piauí. As apreensões foram realizadas pela polícia civil dos municípios de Guadalupe e Marcos Parente.

As apreensões são fruto de dois mandados de busca e apreensão nas casas do suspeito, que é enfermeiro concursado de Guadalupe. A Polícia informou que não tinha mandado de prisão contra o suspeito, mas diante dos fatos o delegado pode pedir a prisão preventiva dele.

Segundo a polícia, o enfermeiro é investigado pelo crime de estelionato. Pelo menos 20 vítimas foram identificadas. Além dos cartões, os policiais encontraram cheques, promissórias e depoimentos pessoais de outras pessoas, que possam ser as vítimas.

De acordo com a investigação, o enfermeiro realizava empréstimos financeiros a terceiros e como garantia de pagamento confiscava os cartões com senhas e documentos dessas pessoas, sacando até os benefícios sociais, como o Bolsa Família.

O enfermeiro pode responder pelos crimes de estelionato, economia popular e apropriação indevida, além de crimes previstos no Estatuto do Idoso, por se apropriar ou desviar bens, proventos, pensão ou qualquer outro rendimento do Idoso e multa por reter cartões de conta bancária.

As investigações começaram após uma denúncia anônima em julho deste ano. O homem é enfermeiro com pós-graduação, já foi professor da Uespi, além de ser concursado de Guadalupe e trabalha no hospital da cidade. Ele não teve o nome divulgado.

Material apreendido pela polícia

nossas redes sociais