Identificados suspeitos de instalarem "chupa cabra" em banco do PI

O homem que gravou o vídeo, sendo solidário com uma vítima que tentou sacar R$ 1.000,00, é um dos suspeitos da quadrilha

Por Ravi Marques
13/02/2020, às 15:00 - Atualizado em 13/02/2020, às 13:25

Três homens e uma mulher foram identificados pela Polícia Civil por participação na instalação de "chupa-cabras" na agência do Banco do Brasil do Bairro Piçarra, Zona Sul de Teresina. Os suspeitos foram identificados pelas câmeras de segurança do banco.

"Vimos as imagens através das câmeras do banco, percebemos a presença de dois homens por mais de quarenta minutos dentro da agência, como se estivessem usando o Whatsapp, mas na verdade estavam esperando vítimas. Esses dois homens são suspeitos pela instalação dos 'chupa cabras'. Mas, no domingo, outras duas pessoas estavam no local usando a mesma prática, era um homem e uma mulher. O casal faz parte da quadrilha. Estavam esperando uma vítima", disse Washington Pereira, investigador do 6° Distrito Policial.

O caso ganhou repercussão no domingo (09/02) quando um vídeo foi gravado mostrando como o golpe funcionava. O homem que gravou o vídeo, sendo solidário com uma vítima que tentou sacar R$ 1.000,00, é um dos suspeitos da quadrilha.

"Quando a esposa do policial tentou sacar o dinheiro e ele não saiu, o marido dela, um cabo da PM, foi para a porta do banco e proibiu todo mundo de sair. Ele desconfiou que realmente ali tinha um 'chupa cabra'. Foi aí que esse homem, na tentativa de disfarçar, começou a gravar e a ajudar a vítima a recuperar o dinheiro. O casal é da região e vamos perder a qualquer momento. A partir desse casal, vamos encontrar os outros dois. Todos tem costume nesse tipo de crime", disse o policial.

Caixa eletrônico onde foi instalado o chupa-cabra

VEJA MATÉRIA RELACIONADA

PM tenta sacar dinheiro e descobre "chupa-cabra" em Teresina

nossas redes sociais