Juiz nega pela 2ª vez liberdade ao empresário Pablo Campos

O magistrado informou na decisão que o réu é acompanhado por uma equipe médica e está em boas condições de saúde

Por Ravi Marques
06/05/2020, às 15:50 - Atualizado em 07/05/2020, às 18:55

Mais uma vez a justiça negou a soltura de Pablo Henrique Campos, preso em setembro de 2019 acusado de tentativa e feminicídio contra a namorada e a amiga, respectivamente. O advogado de defesa do empresário alegou que o réu sofre com diabetes e corria o risco em ficar preso durante a pandemia do novo coronavírus, informando ainda que ele é do grupo de risco e deveria aguardar o julgamento em casa. O juiz Antônio Reis de Jesus Nollêto negou o pedido.

Em abril a defesa havia feito o primeiro pedido de soltura de Pablo, também negado pelo juiz. O magistrado informou na decisão que o réu é acompanhado por uma equipe médica e está em boas condições de saúde.

"A direção da Cadeia Pública de Altos (PI) enviou laudo médico, comunicando que o acusado está fazendo uso de hipoglicemiante oral; além disso, afirmou: 'está hígido, em boas condições de saúde, sem queixas'", diz o juiz na decisão.

O crime ocorreu no dia 29 de setembro de 2019, quando Vanessa Carvalho e Anuxa Kelly Alencar saíam de uma festa de casamento, na Zona Leste de Teresina. Pablo também participou da festa.  A denúncia do Ministério Público consta que o acusado teria discutido com a namorada Anuxa Kelly, supostamente por ciúmes.  Diante da situação, as duas foram embora do local quando foram atropeladas pelo acusado. Anuxa sobreviveu, mas a amiga Vanessa não resistiu aos ferimentos. Pablo Henrique foi preso no dia em que o crime ocorreu.

Pablo deve ir a júri popular pelos crimes cometidos, mas ainda não há data para acontecer a sessão.

Pablo e Anuxa

nossas redes sociais