Membros de facção criminosa e homicidas são presos em Teresina

Com o quarto homem foram encontrados uma balança de precisão, um celular, duas porções de substâncias análogas à crack e 100 em dinheiro trocado

Por Ravi Marques
08/05/2020, às 14:40

Drogas, armas, dinheiro, celulares apreendidos, além de quatro pessoas presas. Esse foi o resultado da Operação Tisífone, deflagrada pelo Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) em parceria com o Core, Greco, Depre e Polinter. Entre os presos há acusados de integrar facções criminosas. A operação aconteceu na região do Grande Dirceu, Zona Sudeste de Teresina.

No total foram cumpridos 10  mandados de busca e apreensão e 4 mandados de prisão, de 8 alvos, que resultou nas prisões de um homem, que segundo a polícia, foi autor do homicídio que vitimou Marcos Danilo Ribeiro Moreira no dia 10/01/2020, no bairro Monte Horebe. O jovem foi morto dentro de casa, na frente da companheira e o atirador teria dito que era policial.

No segundo alvo, foi realizado o cumprimento do mandado de busca e foram encontrados R$ 22.661,00 (vinte e dois mil e seiscentos e sessenta e um reais), um revólver calibre 38, além de 9  munições, 09 celulares, uma balança de precisão, 03, relógios de pulso, umas aliança, uma faca, uma porção grande de substâncias análogas à crack e maconha.

No cumprimento do mandado de busca na casa do terceiro acusado foram encontrados um celular, um rastreador de moto, uma bomba de gasolina de moto e 24 invólucros de substâncias análogas à cocaína.

Com o quarto homem foram encontrados uma balança de precisão, um celular, duas porções de substâncias análogas à crack e 100 em dinheiro trocado.

Foram apreendidas ainda duas pistolas calibre .380, uma pistola Tauros modelo 838 C e uma pistola Imbel modelo GC MD2.

"A operação teve como objetivo combater facções criminosas que  agem na região do Grande Dirceu. Tisífone, nome da operação, (em grego antigo: Τισιφόνη), na mitologia grega, era uma das três erínias. É a vingadora dos assassinatos (patricídio, fratricídio, homicídio). É a erínia que açoita os culpados e enlouquece-os até a morte", disse o delegado Jarbas Lima, do DHPP.

Parte do material apreendido

nossas redes sociais