Michel Temer ataca e Joesley Batista responde

O Palácio do Planalto reagiu a mais um capítulo da guerra com Joesley Batista que promete mais acusações contra Temer

Por Pedro Alcântara
04/09/2017, às 01:12 - Atualizado em 04/09/2017, às 01:37

Ensina a sabedoria popular que, “quem tem telhado de vidro, não joga pedra no vizinho”. O palácio do Planalto chamou Joesley Batista: “delator geral da República”. A resposta veio rápida e contundente. Disse ele: “Temer é o ladrão geral da República”. Há outro dito popular, segundo o qual, “quando as comadres brigam, os segredos se revelam”. Como se vê, estamos diante de uma briga de quadrilha. O consórcio de ladrões que se instalou no país, vem de longe e foi montado na gestão do petista Lula e teve continuidade na sua sucessora Dilma Rousseff. Temer é apenas o seguimento disso tudo. Todos que estão hoje com Temer foram dos governos Lula e Dilma e participaram da fundação do consórcio de ladrões que tomou de assalto a República a partir de 2003. Eles ficam se acusando e no meio desse tiroteio verbal de acusações, está o povo que, em alguns casos, as vezes inocentemente, é usado como massa de manobra em eventos patrocinado por essa camarilha.

Presidente Michel Temer

CACHÊ  COMPULSÓRIO

O cachê para o almoço como ex-presidente Lula no sábado (02/08), no clube dos  Economiários, foi compulsório para quem é Diretor de órgão público. Os ingressos foram enviados para as repartições com hora marcada de efetuar o pagamento antes do regabofe.

COMPARECIMENTO OPCIONAL

Compulsório foi somente o pagamento, já a presença, essa foi opcional. Cada Diretor recebeu o ingresso sendo que, poderia escolher o valor entre R$ 300, R$ 500 ou R$ 1.000. Teve um Diretor de um importante órgão que “matou” uma tia para não ir, mas pagou.

0800 SÓ COM CONVITE

No jantar pago com Lula, de outros partidos, só Marcelo Castro (PMDB-PI) e  Temístocles Filho (PMDB) apareceram. Já na casa do governador no domingo, só foi quem ele ou a 1ª dama convidaram por telefone. Teve gente de olho no celular a espera de um chamado e o bichin nunca tocou.

CAFÉ VIRA ALMOÇO

O que seria um simples um café da manhã, virou almoço. O deputado Dr. Pessoa (PSD) chegou ao apartamento do senador Elmano Ferrer as 8h30m de sábado e saiu as 13h20. O que será que os dois  conversaram tanto? Aí tem.

Dr. Pessoa (PSD)

TROCA-TROCA

Tem vereador de Teresina com a metade de um pé dentro e a outra metade e o outro pé fora do seu partido de origem. Na assembleia também, tem deputado só esperando a tal  “janela” para dizer tchau ao seu partido. O caminho deles, os nanicos.

DOSSIÊ

É do tamanho do mundo o dossiê que o deputado Robert Rios (PDT) tem sobre o transporte escolar. Isso ainda vai dar em cabeça de gente. Vai haver choro, gemido e ranger de dentes. Quem viver, verá.

VEÍCULO ELÉTRICO

Tramita no Congresso, projeto de lei do senador Ciro Nogueira (PP-PI), que acaba com o uso de veículos a combustíveis a partir dos anos 40 no Brasil. Aqui em Teresina, já tem loja vendendo moto elétrica. A autonomia é de 40Km, preço baixo, não exige capacete, nem placa.

Senador Ciro Nogueira (PP-PI)

O PAI NÃO QUER

Sabe aquela história do deputado Luciano Nunes ser candidato a deputado federal? Combinaram com todo mundo, inclusive com ele, mas  esqueceram o principal,  o pai dele que paga tudo e é contra.

O CRIME VENCEU

O jornaleiro Tomaz dono da única banca de revista que abre aos domingos no centro de Teresina jogou a toalha: só vai trabalhar até sábado. Motivo: assaltos. Ele perdeu a conta das vezes que foi assaltado. “Domingo, o centro é deserto e perigoso”, diz ele.

O 2º TURNO NO TJ

Muito se tem falado sobre a implantação do 2º turno de trabalho no Tribunal de Justiça. Isso pode ser feito? Pode sim, mas é preciso planejamento. Por isso, o presidente Erivan Lopes criou um grupo de trabalho para discutir ao assunto. A meta é implantar ainda este ano.

NENHUM JUIZ ADOTOU

Antes mesmo do Tribunal decidir pelo 2º turno dois desembargadores - Luiz Brandão, o decano e José James, vice presidente – já implantaram essa rega em seus gabinetes voluntariamente. Mas até o momento, nenhum juiz de 1º grau adotou a medida.

NOTAS & NÓTULAS

- Lula reclamou que não o levaram a Guaribas. O deputado Rubem Martins(PSB) comentou: “ora, deve ser com vergonha pelo que ele prometeu ao povo de lá e nunca cumpriu”.

- O ex-prefeito de Cocal, Zé Maria Monção foi absolvido pelo Júri Popular da acusação de tentativa de homicídio.

- A indicação da piauiense Dra. Lair Guerra para o Nobel da Paz está atrasadíssima. Há anos que merece essa honraria.

- Dupla tragédia em Belém: O Remo perdeu em casa para o Sampaio e um torcedor matou o outro a tiros após o jogo.

nossas redes sociais