Negada liberdade a criminosos que usaram bebê como refém no PI

A juíza informou que os acusados são perigosos e destacou a gravidade da situação por usarem arma de fogo contra três vítimas em curto espaço de tempo

Por Ravi Marques
15/05/2020, às 16:00

Vinicius de Andrade e Silva e Jhonathan Martins da Silva tiveram o pedido de liberdade negado pela justiça. Os dois tem 21 anos e são acusados de uma sequência de crimes, inclusive do sequestro de um bebê na zona sul de Teresina. A decisão de manter a dupla presa é da juíza Júnia Maria Feitosa Bezerra Fialho, da 4ª Vara Criminal de Teresina.

Segundo a denúncia, Vinícius e Jhonathan estavam realizando assaltos no Bairro São Pedro, Zona Sul de Teresina, quando foram surpreendidos pela polícia, no dia 21 de setembro de 2019. Jhonathan foi preso na avenida Maranhão, Vinícius fugiu e roubou a bicicleta de um idoso que estava com o neto na garupa. O assaltante não esperou a criança descer e o levou junto.

Vinicius resolveu abandonar a bicicleta e o bebê, de 1 anos, na Rua Paulistana, mas ele quase foi linchado pela população. A polícia chegou em seguida e realizou a prisão. Com os dois a PM encontrou uma arma de fogo calibre 22, dinheiro, três celulares, uma bolsa e apreendeu uma motocicleta que estava com o Jhonathan. A criança não se feriu.

A juíza informou que os acusados são perigosos e destacou a gravidade da situação por usarem arma de fogo contra três vítimas em curto espaço de tempo, e colocou em risco a vida de uma criança de 1 ano, além do latrocínio tentado.

A decisão é da juiza Júnia Maria Feitosa Bezerra Fialho, da 4ª Vara Criminal de Teresina

nossas redes sociais