Operação prende hackers acusados de invadir celular de Moro

Não estão descartadas novas prisões de alvos considerados “hackers” que, segundo a publicação, fazem parte de “uma organização criminosa que praticava crimes cibernéticos”

Por Wesslley Sales
23/07/2019, às 17:37 - Atualizado em 25/07/2019, às 17:55

Pelo menos quatro pessoas foram presas durante a Operação Spoofing realizada nesta terça-feira (23/07) pela Polícia Federal. Foram dados cumprimentos a onze mandados, sendo sete de busca e apreensão e os demais de prisão temporária. Os alvos foram localizados no interior de São Paulo, todos acusados de hackear o celular do Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sério Moro.

Em nota a Polícia Federal confirmou que a Operação foi deflagrada nas cidades de São Paulo, Araraquara e Ribeirão Preto. Não estão descartadas novas prisões de alvos considerados “hackers” que, segundo a publicação, fazem parte de “uma organização criminosa que praticava crimes cibernéticos”.

Até o momento os nomes dos presos não foram divulgados.

Ministro Sergio Moro / Foto: Exame

nossas redes sociais