Polícia fará pente fino em inquéritos sobre morte de mulheres no PI

"Vamos às sete cidades diagnosticando o contexto porque percebemos que nenhuma dessas mulheres procurou a polícia", disse a delegada

Por Plínio Castelo
20/02/2019, às 13:05

Em todo o ano passado o Piauí registrou 25 feminicídios, sendo 16 deles no interior. Os dois primeiros meses de 2019 mostram que a mulher continua na mira dos agressores, registrando sete vítimas nos municípios de Betânia do Piauí, Castelo, Cocal, Esperantina, São Raimundo Nonato, simplício Mendes e Regeneração.

Coordenada pela Subsecretária de Segurança, delegada Eugênia Villa, a Caravana Salve Maria irá a estas cidades para agilizar inquéritos envolvendo violência contra a mulher. Outra função desta força tarefa é analisar o contexto dos feminicídios para não apenas combater, mas também fortalecer a prevenção contra este tipo de crime.

“Nós não vamos jogar a toalha por esses feminicídios ocorreram em ambiente doméstico, que escapa do controle da segurança pública e do Estado. Temos a responsabilidade de não nos omitirmos. Vamos às sete cidades diagnosticando o contexto porque percebemos que nenhuma dessas mulheres procurou a polícia. Queremos saber por que, pois há sinais de violência anterior e as famílias sabiam”, explica a delegada.

Delegada Eugênia Villa / Foto: GP1

nossas redes sociais