Polícia Federal prende envolvidos em esquema de corrupção no Piauí

Os policiais estão nas ruas de Teresina e outros municípios do Estado para dar cumprimento a 17 mandados de prisão e 28 de busca e apreensão

Por Wesslley Sales
15/05/2019, às 13:45 - Atualizado em 15/05/2019, às 14:56

A movimentação em frente a sede da Polícia Federal em Teresina foi intensa desde o início da manhã. Logo depois foi confirmada a deflagração da "Operação Grande Família" nesta quarta-feira (15/05).

Os policiais estão nas ruas de Teresina e outros municípios do Estado para dar cumprimento a 21 mandados de prisão pre e 31 de busca e apreensão. A operação Grande Família tem objetivo de combater fraudes em benefícios da previdência.

Na coletiva, foi informado que dois servidores do INSS foram presos. O esquema funcionava com a transferência de benefícios do Maranhão para o Piauí utilizando documentação de pessoas que já haviam morrido.

Os delegados informaram que a quadrilha identificava os beneficiários mortos, falsificavam o RG, os documentos da previdência, fazem a transferência e ficam recebendo normalmente.

As investigações começaram em 2018 e provaram que os servidores do órgão tinham conhecimento do esquema e permitiam que os benefícios continuassem sendo pagos.

Cerca de 639 benefícios foram analisados  e o prejuízo é estimado em R$ 26 milhões de reais.

Entre os presos estão sete pessoas da mesma família, sendo que dois deles, seriam os líderes da quadrilha.

A polícia apreendeu em um imóvel utilizado pelos integrantes da quadrilha, armas, documentos e cédulas de identidade em branco.

Foram recuperados vários cartões e documentos.

Operação foi deflagrada pela Polícia Federal

nossas redes sociais