PORTAL DOUGLASCORDEIRO.COM
GOVERNO DO ESTADO

Polícia prende acusados da prática de aborto em Paulistana

A investigação começou a partir do aborto realizado por uma menor que mora na cidade e que quase morreu após o procedimento

Por Redação
16/05/2018, às 09:05 - Atualizado em 16/05/2018, às 11:05

Uma força-tarefa, composta por policiais militares do 20º BPM, com sede em Paulistana e por policiais civis pertencentes à 12ª Delegacia Regional de Polícia Civil, deram cumprimento a três mandados de prisão e de busca e apreensão, expedidos pelo Poder Judiciário desta Comarca.

Na "Operação Espéculo" foram presos a técnica de Enfermagem Vilma Ribeiro, Jéssica da Conceição e Cleiton de Oliveira e foram apreendidos nas buscas domiciliares materiais e ferramentas supostamente utilizados para prática de aborto.

Cidade de Paulistana

A Operação investiga a prática do aborto feito na menor V. E. X. S.. Segundo as investigações, a menor vinha sofrendo ameaças de morte pelo ex-namorado que exigia que ela fizesse um aborto.

A menor, sentindo-se coagida, foi submetida ao procedimento sofrendo graves consequências físicas e psicológicas, tendo sido inclusive, transferida para o Hospital Regional de Picos em estado grave.

Após a operação, os presos e o material apreendido foram entregues na 12ª DRPC, para procedimentos de praxe. 

Com informações do Portal FN Notícias.

nossas redes sociais