Pedida prisão de advogado acusado de matar cabo do Exército no PI

O objetivo é acelerar o processo relativo ao homicídio doloso, que já está há 11 anos aguardando a conclusão para julgamento

24 de julho de 2021, às 10:00 | Editoria de Polícia

O advogado Jefferson Moura Costa, preso após ser acusado de vários estupros em Teresina, foi alvo de um pedido de prisão, impetrado pelo advogado Joeder Joan de Sousa Borges, na ação penal em que é acusado de assassinar o cabo do 3º BEC de Picos, Arione de Moura Lima, em 2010, no município de Picos. O advogado está atuando como assistente da acusação a pedido do pai da vítima.

O objetivo da representação é acelerar o processo relativo ao homicídio doloso, que já está há 11 anos aguardando a conclusão para julgamento.

O advogado Joeder Joan de Sousa Borges disse que existem requisitos para prisão preventiva presentes nos artigos 312 e 313 do Código Penal. Ele disse ainda que 

"O réu está prestes a trazer grave perigo para a sociedade, pois, ao que tudo indica, praticou o crime de estupro, previsto no artigo 213 do CP, e encontra-se preso preventivamente”, diz um trecho do pedido.

Foi pedido ao Ministério Público que se manifeste sobre a a habilitação do advogado nos autos como assistente de acusação e rapidez no andamento do processo já que o réu está preso.

A decisão caberá a juíza de Direito da 5ª Vara da Comarca de Picos, Nilcimar Rodrigues de Araújo Carvalho.

Advogado Jefferson Moura Costa


PASSANDO A RÉGUA

Coluna Passando a Régua

REDES SOCIAIS