Polícia prende jovem com laboratório de drogas sintéticas no Piauí

Além de "skunk", era produzido um tipo de maconha potente, conhecido como "crumble", vendida em Teresina por R$ 150,00 cada grama

10 de abril de 2021, às 10:00 | Editoria de Polícia

O jovem foi preso em Piripiri acusado de ser o responsável por um laboratório de drogas sintéticas em Piripiri. Com ele, a polícia apreendeu R$ 37 mil, entorpecentes e dois veículos.

Foram expedidos seis mandados de busca e apreensão em casas, que segundo a investigação, serviam como depósitos de drogas em Piripiri, Pedro II e Teresina.

A polícia encontrou estufas em uma chácara em Pedro II e em um dos estabelecimentos do empresário em Piripiri.

Nestes locais, além de "skunk", era produzido um tipo de maconha potente, conhecido como "crumble", vendida em Teresina por R$ 150,00 cada grama. É a primeira vez que esta droga é apreendida no Piauí.

O processo de produção era sofisticado, as sementes eram importadas da Europa, cultivada e alterada para causar um maior efeito alucinógeno. 

O material utilizado no processo de produção e armazenamento da de alto padrão. A polícia encontrou máquina de embalagem a vácuo, geladeira, freezer e ar condicionado no laboratório, que permitiam a manutenção da droga por até uma ano. A droga era distribuída em várias cidades do Piauí.

De acordo com a DEPRE (Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes) o acusado já vinha sendo investigado. Ele é proprietário e uma tabacaria e de um estabelecimento para aulas de yoga.

Parte do material apreendido


Coluna Passando a Régua

REDES SOCIAIS