Aliança faz encontro em Teresina; Rubenita reafirma pré-candidatura

Para ela, o tempo é curto para que o Tribunal Superior Eleitoral valide a participação da sigla nas eleições deste ano, mas há alternativas

11 de janeiro de 2020, às 11:08 | Wesslley Sales

“Sim, minha candidatura em Teresina é real”, sentenciou Rubenita Lessa, que desde o dia 27 de dezembro está em Brasília e recebeu o aval direto do Presidente da República, Jair Bolsonaro. Com exclusividade ao Portal Douglas Cordeiro, a advogada explicou como está o processo de construção do partido Aliança Pelo Brasil. Para ela, o tempo é curto para que o Tribunal Superior Eleitoral valide a participação da sigla nas eleições deste ano, mas há alternativas.

“A dificuldade é validar no TSE as mais de 498 mil assinaturas necessárias e montar uma chapa até o final do prazo para filiações. Mas não fico fora da disputa e vou disputar uma vaga no legislativo da capital. Aproveito para informar que estive reunida com a Nacional do partido, e estamos finalizando a agenda ainda para janeiro ou início de fevereiro do Primeiro Encontro de Apoiadores do Aliança no Piauí”, afirmou.

Rubenita disse ainda que na impossibilidade de viabilizar o partido a tempo para a eleição deste ano, a saída será filiar-se a outra sigla. Ela lembra que acompanhou a saída do Presidente Jair Bolsonaro do PSL e que seria pouco provável uma reaproximação. Convites de outras agremiações ela já recebeu, mas por enquanto faz mistério.

“Já tenho convite de dois partidos para disputar vaga de vereadora, caso não dê tempo formalizar o Aliança Pelo Brasil. Posso ir a algum partido de direita, desde que eu me sinta confortável na perspectiva do que ideologicamente pensamos para a capital, para o Estado e para o País. Por isso, vamos analisar os convites na medida em que aparecerem”, completou.

Rubenita Lessa


Coluna Passando a Régua

REDES SOCIAIS