Câmara de Teresina ameaça ir ao Ministério Público contra CEPISA

O vereador da capital Ítalo Barros chamou de “vergonha” o tratamento dado pela empresa a população teresinense

Por Tarcio Cruz
15/03/2019, às 09:30 - Atualizado em 15/03/2019, às 03:37

A Câmara Municipal de Teresina estuda acionar o Ministério público contra a empresa Equatorial Energia. Nesta quinta-feira (14/03) mais uma vez o legislativo municipal foi vítima do mal fornecimento de energia, a sessão plenária precisou ser encerrada em decorrência de problemas na rede elétrica. No último dia 21 de fevereiro uma audiência pública foi realizada na Câmara e a empresa sequer enviou um representante.

O vereador Ítalo Barros falou sobre o problema de energia e chamou de “vergonha” o tratamento dado pela empresa a população teresinense. 

“A gente precisa de mais justiça, marcamos uma reunião com a empresa e nenhum representante apareceu, nunca tivemos nenhuma informação enviada a casa. Agora a própria Câmara passando por esse tipo de constrangimento. Eu acho que é uma desfeita muito grande”, disse o parlamentar.

O vereador confirmou que os parlamentares da capital deverão acionar a justiça contra a operadora de energia. 

“Vou conversar com o vereador Dudu e propor uma reunião com um grupo de vereadores para que a gente possa ir no Ministério Público para obter informação sobre as constantes falta de luz na cidade e a falta de comprometimento desta empresa com o cidadão”, criticou o vereador.

A Equatorial foi consultada, porém não respondeu os contatos telefônicos e por e-mail da reportagem.

Vereador Ítalo Barros

nossas redes sociais