China acena positivo para combater o coronavírus no Nordeste

Os governadores solicitaram ajuda para aquisição de UTIs, respiradores, insumos e equipamentos para enfrentar a pandemia

Por Wesslley Sales
21/03/2020, às 16:00 - Atualizado em 21/03/2020, às 14:34

Em meio à crise diplomática entre o Governo Federal e a China, o Consórcio dos Governadores do Nordeste buscam apoio asiático para enfrentar a pandemia do coronavírus. A resposta foi rápida. O próprio embaixador chinês no Brasil usou o Twitter para tranquilizar o Governador da Bahia, Rui Costa.

Em ofício encaminhado nesta sexta-feira (20/03) ao Governo Chinês com pedido de apoio, o Presidente do Consórcio Nordeste, em nome dos governadores da região, falou da necessidade de UTIs, respiradores, insumos e equipamentos para enfrentar a pandemia. Yang Wanming, embaixador da China no Brasil deU sinal positivo.

"Sr. governador, já recebemos a sua mensagem. Vamos esforçar por isso (sic)", afirmou Yang Wanming pelo Twitter.

Semana passada o Consórcio Nordeste enviou carta ao Presidente Jair Bolsonaro reivindicando apoio. Já esta semana, o Deputado Eduardo Bolsonaro fez insinuações culpando a China pela pandemia e, ao cobrar do Governo Federal um posicionamento, uma vez que as declarações vieram do filho do Presidente, a resposta do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, ao Ministro Yang Wanming foi considerada desastrosa.

A China é o maior parceiro comercial do Brasil. A cada 10 produtos vendidos no exterior, oito são comprados pelo país asiático. Tomando por base dados do ano passado, em apenas 10 meses (janeiro a outubro) as exportações brasileiras para o mercado chinês chegou a US$ 51.53 bilhões.

Ofício enviado a embaixada da China

nossas redes sociais