PORTAL DOUGLASCORDEIRO.COM

Fábio Abreu apoia Moro no MJ mas vê retrocesso em fusão

Para o parlamentar, a fusão proposta pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, é um retrocesso por limitar e burocratizar as ações da área

Por Douglas Cordeiro
06/11/2018, às 15:11

“Não tenho nada contra o juiz Sérgio Moro assumir o Ministério. O que me preocupa é o retrocesso”, explica o deputado Federal, Fábio Abreu (PR) ao negar que tenha criticado a indicação do magistrado para o Ministério da Justiça. O ex-secretário de Segurança no Piauí alega que foi mal interpretado.

“Moro tem toda capacidade de assumir o Ministério da Justiça. Quando Secretário de Segurança, ao lado dos demais secretários, sempre levantamos a necessidade de termos um Ministério da Segurança Pública”, explicou.

Em julho deste ano o Governo Federal sancionou a criação do Ministério Extraordinário da Segurança Pública que, entre outras pastas, absorveu a Secretária Nacional de Segurança Pública-Senasp. Para Fábio Abreu, a fusão proposta pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, é que é um retrocesso por limitar e burocratizar as ações da área.

“Questionamos este retrocesso. Ter um Ministério exclusivo para segurança pública, com capacidade de gerenciar essas pastas com cada Estado, teríamos um avanço maior. Retornando de Ministério para Secretaria causa sérios problemas, inclusive burocráticos para liberação de recursos. Nada de crítica a Sérgio Moro, mas defendo a permanência do Ministério da Segurança Pública”, concluiu.

Deputado Federal Fábio Abreu / Foto: GP1

nossas redes sociais

vídeos mais vistos