Governadores do Nordeste fazem críticas a Bolsonaro em Teresina

Anfitrião do evento, o governador Wellington Dias avaliou positivamente a criação do bloco regional e apontou que a integração pode trazer benefícios para o Piauí

Por Tarcio Cruz
21/08/2019, às 17:44

A cidade de Teresina recebeu nesta quarta-feira (21/08) sete governadores e dois vice-governadores dos nove estados do nordeste Brasileiro. A Assembleia Geral do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste, que ocorreu no Blue Tree Hotel, trouxe para o Piauí a discussão de pautas prioritárias para a região. 

Além da construção de um plano comum de desenvolvimento para o território, o evento teve um forte tom político contrário ao Presidente da República Jair Bolsonaro. Nos últimos dias o Presidente atacou os governadores do nordeste e acusou os gestores de tentarem dividir o Brasil.

Anfitrião do evento, o governador Wellington Dias avaliou positivamente a criação do bloco regional e apontou que a integração pode trazer benefícios para o Piauí. 

“Eu acho que a população pode esperar a partir do encontro um crescimento do Piauí junto com o Nordeste, claro que tem particularidades em cada estado, mas eu creio que quando olharmos a pauta prioritária do Nordeste nós vamos ver que dentro dela vai estar incluída as grandes pautas prioritárias do Piauí. Trabalhar isoladamente tem um efeito até positivo, mas não é do tamanho do efeito como trabalhar integrado”, afirmou Wellington Dias.

Já o governador do Maranhão, Flávio Dino, rebateu as afirmações do Presidente Jair Bolsonaro. Na última semana o chefe do executivo nacional afirmou em visita a Parnaíba que irá varrer o comunismo do Nordeste. Membro do partido comunista, Dino repudiou. 

“Nós sempre achamos que nenhum político pode, de modo ditatorial, monopolizar a vontade da população. Nós respeitamos a soberania popular, mesmo o verbo varrer ou eliminar são verbos antidemocráticos e por isso nós repelimos firmemente. Desejamos que haja a compreensão que governo e oposição são importantes para a democracia de modo que rejeitamos esse tipo de afirmação. A constituição define que todos os gestores devem obedecer ao princípio da impessoalidade, ou seja nós não podemos colocar sentimentos pessoais a frente do interesse público”, concluiu o gestor.

O Consórcio Nordeste se prepara para uma agenda internacional no mês de novembro, quando deve manter encontros institucionais e empresariais, em quatro países da Europa (Alemanha, França, Itália e Espanha). A idéia é apresentar uma região composta por 55 milhões de consumidores, que guarda grandes oportunidades de negócios. Será elaborado um projeto com interesses coletivos e individuais de cada estado, afim de buscar investimentos em áreas como conectividade, saúde, educação, saneamento, infraestrutura, turismo e meio-ambiente.

“Na segunda quinzena de novembro, nos apresentaremos juntos a investidores europeus que desejem olhar oportunidades de negócios aqui. Estaremos nos reunindo com as embaixadas respectivas, entregando portifólios das áreas de interesse e aguardando encontros institucional e empresarial”, adiantou o presidente do Consórcio e governador da Bahia, Rui Costa.

Estiveram presentes à assembleia os governadores Wellington Dias (Piauí); Rui Costa (Bahia); Flávio Dino (Maranhão); Camilo Santana (Ceará); Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte); Belivaldo Chagas Silva (Sergipe); João Azevedo (Paraíba), bem como Luciano Barbosa (vice-governador de Alagoas); Luciana Santos (vice-governadora de Pernambuco); Regina Sousa (vice-governadora do Piauí). Participaram da abertura dos trabalhos o prefeito de Teresina, Firmino Filho; o presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, Themístocles Filho; Deolindo Moura, representando a Câmara de Vereadores de Teresina; desembargador Sebastião Ribeiro Martins, presidente do Tribunal de Justiça do Piauí.

Reunião dos governadores do Nordeste

nossas redes sociais