Oposição adia votação de empréstimo do governo na Assembleia

Um pedido de vistas conjunto das deputadas Teresa Britto (PV) e Flora Izabel (PT) adiou a aprovação da matéria

Por Tarcio Cruz
17/09/2019, às 18:00

Em clima de guerra entre oposição e governo a Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa do Piauí adiou para a próxima quinta-feira (19/09) a votação dos empréstimos bilionários do governo estadual. Três das quatro mensagens foram apresentadas nesta quarta-feira (17/09), as mensagens 30,33 e 35, que totalizam 3,7 bilhões de reais, tiveram a relatoria do deputado João Mádison (MDB). 

Apesar do parecer favorável do relator pela tramitação e constitucionalidade dos empréstimos, um pedido de vistas conjunto das deputadas Teresa Britto (PV) e Flora Izabel (PT) adiou a aprovação da matéria. Após articulação da oposição para postergar a votação dos empréstimos, João Mádison avaliou positivamente o andamento dos projetos e apontou possíveis obras que serão executadas com o dinheiro. 

“A oposição tem todo direito de contestar, mas nós temos que ter a responsabilidade da importância desses recursos para investir nas estradas, na educação e na saúde. Tudo que o governo está fazendo está legal, o salário dos servidores tem que ser efetivado, a previdência, os precatórios essas são as prioridades do governo”, disse o deputado.

A oposição critica a escolha do banco “Brasil Plural” para a execução do empréstimo. 

“Esse banco escolhido pelo governo desde 2017 tem prejuízo, até recentemente esse banco pertenceu a um membro da equipe econômica do governo federal Jair Bolsonaro, então as nossas dúvidas são grandes. Como um banco que tem prejuízos tem condições de oferecer juros e taxas menores que bancos oficiais?”, questionou o deputado Gustavo Neiva (PSB).

Deputado Estadual Marden Menezes

nossas redes sociais