Osmar Júnior: “Não vamos trocar acusações, vamos tomar decisões”

O secretário foi incisivo tentando colocar um fim na troca de farpas que ganhou o noticiário nos últimos dias e pediu o fim das acusações

Por Tarcio Cruz
21/05/2019, às 15:05 - Atualizado em 21/05/2019, às 15:16

O secretário de Governo do Piauí, Osmar Júnior, esteve na Assembleia Legislativa do Piauí para tentar amenizar o clima de “guerra” que se instalou dentro da base governista pela indicação de cargos no interior. Na manhã desta terça (21/05) o secretário foi visto nos corredores da Assembleia com líderes da bancada governista, dentre eles, João Mádison (MDB), Georgiano Neto (PSD), Hélio Isaías (PROGRESSISTAS) e Francisco Limma (PT). 

Minutos antes da reunião, Osmar Júnior fez um pronunciamento e respondeu as recentes acusações de membros da base de favorecimento ao Partido dos Trabalhadores. Osmar foi incisivo e tentou colocar um fim na troca de farpas que ganhou o noticiário nos últimos dias, o secretário pediu o fim das acusações. 

“O governador está concluindo a formação da equipe, ele espera que ainda até o final do mês esteja plenamente concluída a equipe. A responsabilidade pela nomeação é do governador do estado, é ele quem responde pelo governo. Ouvir as lideranças políticas é um gesto de juntar forças políticas, nós não vamos trocar acusações, o governo vai exercer o seu papel, sempre de forma transparente”, sentenciou Osmar Júnior.

Após a entrevista o parlamentar se reuniu com os líderes partidários para analisar o tramite de matérias do governo estadual e discutir política com os deputados.

Nos próximos dias Wellington Dias deve definir como ficará a composição governista na Assembleia Legislativa. Ainda nesta terça o governador se reuniu com os deputados Fábio Novo e Gessivaldo Isaías, Wellington busca uma solução para a suplente Belê Medeiros que perdeu o mandato com a volta de Júlio Arcoverde para o legislativo.

Secretário de Governo, Osmar Júnior

nossas redes sociais