Partido de Bolsonaro pode ser a “terceira via” na eleição de Picos

O PSL no estado é ter candidatura a prefeito e chapa de vereador nas maiores cidades. Em Picos, Luís André se reuniu com vários simpatizantes da direita para definir nomes

Por Tarcio Cruz
30/07/2019, às 09:33

O projeto do PSL para interiorizar a sigla no Piauí teve um novo capítulo no último fim de semana. O presidente da legenda no estado, vereador Luís André, oficializou o convite ao empresário R. Sá para se candidatar a prefeito do município. O nome do advogado poderá ser uma terceira via no colégio eleitoral que tem dois grupos na disputa, o MDB que pode se aliar ao PT e o PROGRESSISTAS que já anunciou aliança com o PTB e deve ter Gil Paraibano como candidato.

R. Sá já foi candidato a vice-governador ao lado de Silvio Mendes e o sétimo deputado federal mais votado no Piauí, porém não foi eleito pelo quociente partidário. Recentemente o empresário foi secretário de Administração do município no governo do atual prefeito Padre Walmir, porém na gestão não durou muito, por discordâncias administrativas R.Sá ficou apenas cinco meses no cargo.

A estratégia do PSL no estado é ter candidatura a prefeito e chapa de vereador nas maiores cidades do Estado. Em Picos, Luís André se reuniu com vários simpatizantes da direita e do presidente Jair Bolsonaro. Curiosamente, em Picos Bolsonaro sofreu uma das maiores derrotas no Estado, no segundo o atual presidente obteve apenas 25% dos votos válidos.

PSL deve ter candidatura em Picos

nossas redes sociais