Prefeitura de Teresina vai rever contratos para economizar aluguéis

“A finalidade é a contenção das despesas, diminuindo a quantidade de prédios alugados, tendo uma condensação maior das secretarias", disse Dr. Pessoa

20 de janeiro de 2021, às 13:00 | Editoria de Política

Visando a redução de custos para o funcionamento da administração pública municipal, a Prefeitura de Teresina está reavaliando contratos de aluguéis e a organização da estrutura física dos órgãos responsáveis pela gestão da capital.

“A finalidade é a contenção das despesas, diminuindo a quantidade de prédios alugados, tendo uma condensação maior das secretarias sem prejudicar o bom funcionamento da máquina pública”, explica o prefeito Doutor Pessoa.

Nesta quarta-feira (20/01), o gestor visitou a sede da Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos de Teresina (ARSETE), na zona Leste. A estrutura de dois pisos com custo mensal acima dos R$ 25 mil deve dividir espaço com outras pastas.

“É um dos prédios que estamos vendo se há capacidade para acomodação de, pelo menos, outras duas secretarias”, pontua o chefe do executivo municipal, que ainda pretende renegociar valores de edifícios alugados para o município.

Além da ARSETE, outros órgãos como a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC) e a Secretaria de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM) não funcionam em sede própria e serão realocadas para um novo espaço de menor custo gerando economia para o município.

Todos os contratos serão revisados


Coluna Passando a Régua

REDES SOCIAIS