Projeto das Armas: veja como cada deputado piauiense votou

Por meio de um amplo acordo, foi votado apenas o porte de armas para atiradores, caçadores e colecionadores de armas (CACs)

Por Congresso em Foco
06/11/2019, às 14:00

O projeto de lei conhecido como PL das Armas foi aprovado na Câmara após sofrer desidratação. Por meio de um amplo acordo, foi votado apenas o porte de armas para atiradores, caçadores e colecionadores de armas (CACs). A oposição comemorou o resultado e afirmou que, com as mudanças, o governo sofreu uma derrota.

"Foi uma grande vitória da oposição, reduzimos e muito os danos desse projeto, tiramos uma enorme parte do projeto que queria estender o acesso às armas a milhões de brasileiros, o que traria mais centenas de milhares de mortes certamente, nós conseguimos evitar isso", disse o líder da oposição, Alessandro Molon (PSB-RJ) ao Congresso em Foco.

Após o acordo, o projeto teve 283 votos favoráveis e 140 contrários.

"Nós consideramos que a forma final do projeto ainda é ruim, por isso votamos contra o projeto", explica Molon.

Dentre outros pontos, foram retiradas do texto mudanças quanto ao porte de arma para guardas municipais, agentes da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) e da segurança do presidente da República. O relator Alexandre Leite (DEM-SP) retirava essa diferenciação, o que levaria ao porte de arma por qualquer guarda municipal mesmo fora de serviço.

Após as alterações finais, ficou decidido que os CACs poderão ter o porte e a posse de até dez armas de fogo, de curto ou longo calibre, desde que justifiquem ao órgão a necessidade para a prática esportiva. Um dos pontos comemorados pela oposição está na obrigatoriedade de se comprovar a adesão ao CAC há pelo menos cinco anos para requerer o porte de armas.

O projeto segue para tramitação no Senado.

Após o acordo, o projeto teve 283 votos favoráveis e 140 contrários / Foto: VEJA

VEJA COMO VOTARAM OS PARLAMENTARES PIAUIENSES

  • Marcos Aurélio Sampaio (MDB) SIM
  • Flávio Nogueira (PDT) SIM
  • Margarete Coelho (PROGRESSISTAS) NÃO
  • Átila Lira (PROGRESSISTAS) SIM
  • Júlio Cesar (PSD) SIM
  • Assis Carvalho (PT) NÃO
  • Rejane Dias (PT) NÃO
  • Marina Santos (SOLIDARIEDADE) SIM
  • Iracema Portella (PROGRESSISTAS) AUSENTE
  • Merlong Solano (PT) AUSENTE

nossas redes sociais